Abel Ferreira lamenta problemas físicos no Palmeiras e explica: 'Gramado exige muito'

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


O Palmeiras venceu o Sport por 1 a 0 no último sábado (09) e manteve acesa a chama da esperança por algo maior no Brasileirão, entretanto, segundo o treinador Abel Ferreira, o noite não foi só de alegrias, dado que alguns atletas do Verdão tiveram problemas físicos causados pela exigência muscular decorrente do gramado da Ilha do Retiro.

Retrospectiva-2020: Palmeiras tem título, troca de técnico e garotada em alta

- Essas são as notícias negativas do jogo. Este estádio é bonito e grande, mas esse gramado já não se usa, com um palmo de relva, que exige muito do jogador. Disse aos jogadores, o gramado é igual pros dois, gols do mesmo tamanho, não há desculpas para nós. Nosso objetivo é ajustar as velas e pensar qual o maior caminho para sair com a vitória. Tivemos o Patrick também (com problemas físicos), e foi muito fruto do gramado, que é muito fofo e exige muito da musculatura - afirmou o treinador palmeirense.

O português destacou, também, a importância da pausa para o ano novo para o elenco alviverde, que pôde passar o fim de 2020 com a família:

>> Veja a tabela completa do Brasileirão e simule os próximos jogos

- Da parte física não (ajudou muito). É uma equipe que está competindo há muitos meses, com nove, dez jogos por mês, mas eles percebem que temos que jogar com o cansaço, apelar ao nosso espírito de superação. Agora, pra parte mental foi (importante). Foi fundamental podermos estar em casa, com a família, e poder gastar um pouquinho do nosso tempo, que é muito precioso e dedicamos muito ao Palmeiras. Na vida, quando queremos atingir um objetivo, temos que fazer determinados sacrifícios, mas aproveitamos bem esses momentos.

O Palmeiras de Abel Ferreira entra em campo novamente na próxima terça-feira (12), às 21h30 (horário de Brasília), contra o River Plate, em busca de uma vaga na final da Copa Libertadores da América.