Abel Ferreira inicia semana decisiva para superar desafio pessoal contra técnicos argentinos

·3 minuto de leitura


O Palmeiras, de Abel Ferreira, enfrenta novamente o Defensa y Justicia nesta terça-feira (18), em jogo válido pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Dois dias depois, na quinta (20), o time vai a campo de novo, desta vez, para disputar a final do Paulistão contra o São Paulo.

Nas duas oportunidades, haverá um embate entre Abel e um treinador argentino. Primeiramente, com Sebástian Beccacecce comandando a equipe argentina e, em seguida, com Hernán Crespo dirigindo o rival. O português já enfrentou ambos no comando do Palmeiras e levou a pior duas vezes.

​Desde que chegou ao Verdão, Abel Ferreira duelou contra times treinados por argentinos nove vezes. Saiu com a vitória em cinco ocasiões e foi derrotado nas outras quatro, não tendo empatado nenhuma vez. Apesar do retrospecto geral positivo, algumas derrotas ocorreram em momentos importantes do Alviverde.

​O primeiro foi a partida entre Palmeiras e River Plate, no Allianz Parque. Quando, após o time ter vencido por 3 a 0 na Argentina, foi surpreendido em casa com a potência dos Millionários, de Marcelo Gallardo, e perdeu por 2 a 0. O revés não foi suficiente para eliminar o Verdão, mas assustou bastante a torcida palmeirense.

Na segunda oportunidade, o revés por 2 a 1 no tempo regulamentar para o Defensa y Justicia levou a partida para as penalidades, devido ao empate no placar agregado, e custou o título da Recopa Sul-Americana. Ainda assim, o saldo de Abel contra Beccacecce é positivo, tendo vencido duas vezes contra uma do adversário.

​Por fim, mais recentemente, a derrota para o São Paulo, de Crespo, em casa, pelo Paulista, complicou a vida do time na competição momentaneamente. No entanto, ao final, não fez tanta diferença, uma vez o Palmeiras conseguiu avançar de fase e, inclusive, chegar à final contra o Tricolor.

​Com menos relevância, o outro revés aconteceu quando Abel foi derrotado pelo Atlético-MG, de Samapoli - embora o argentino estivesse de fora cumprindo suspensão. No outro lado, além vitórias contra Gallardo e Beccacecce, o atual comandante do Alviverde venceu também duas vezes Miguel Ángel Zahzú, treinador do Delfín-EQU à época.

Diante deste histórico, o português tem um desafio pessoal pela frente nesta semana: superar treinadores argentinos em decisões. Ele que, declaradamente, já atestou a qualidade das equipes argentinas e a dificuldade de enfrentá-las. Em entrevista coletiva após a perda da Recopa, ele comentou sobre o tema.

​– Do outro lado, havia uma equipe de muita qualidade individual e coletiva, muito intensa, uma equipe argentina - afirmou o treinador.

​A partida desta terça carrega um peso menor, em virtude de que o Verdão já está classificado em primeiro lugar de seu grupo no torneio continental. Já a decisão do Estadual, tem mais importância por se tratar de uma disputa valendo taça. Soma-se a isso o fato de que Abel ainda não venceu o São Paulo e que ele pode ser o responsável por manter o rival em uma fila histórica sem títulos.

​O duelo entre Palmeiras e Defensa y Justicia acontece às 19h15 (horário oficial de Brasília) desta terça no Allianz Parque e o Choque-Rei está marcado para às 22h da quinta-feira, também na arena alviverde.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos