Abel Ferreira explica que deixou o campo para não levar cartão da arbitragem

·1 min de leitura


Antes do apito final do clássico entre Palmeiras e São Paulo, Abel Ferreira deixou o campo em direção ao vestiário. A atitude, criticada por torcedores, foi explicada por ele em entrevista coletiva. Segundo o treinador, ele deixou a área técnica por receio de levar um cartão do árbitro da partida, dado que estava pendurado.

– Como dizem aqui, estou pendurado. Se falei bem da arbitragem no último jogo, hoje sai de campo para não levar amarelo. Sai para não ser expulso ou levar amarelo, e para estar com os jogadores no próximo jogo. Por isso abandonei o campo – explicou.

O comandante do Verdão criticou duramente a atuação do assoprador de apito no clássico por erros em lances triviais, como na demora de um lateral que seria batido por um jogador do Palmeiras.

– Para marcar um lateral foi preciso de cinco minutos. Não gostei nada da arbitragem. Foi em detalhes, naquelas faltinhas, sempre para o mesmo lado – apontou.

O Alviverde foi derrotado por 2 a 0, em casa, pelo rival e chegou ao segundo revés seguido. Para tentar voltar a vencer, o time de Abel Ferreira vai a campo no próximo sábado (20) às 19h (de Brasília), em partida válida pela trigésima quarta rodada do Brasileirão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos