Abel Ferreira elogia adversários e projeta próxima temporada: 'O Palmeiras motiva outras equipes'

Abel Ferreira comenta alto nível de competitividade do futebol brasileiro (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


O Palmeiras entrou em campo pela última rodada do Brasileirão neste domingo, contra o Internacional, fora de casa, e foi derrotado por 3 a 0. Já com o título em mãos, o técnico Abel Ferreira fez questão de elogiar os adversários e falou em "competência" de outras equipes no futebol brasileiro.

> ATUAÇÕES: Dudu é oásis em deserto de criatividade do Palmeiras e leva melhor nota

- A equipe do Internacional é super competitiva e bem organizada. Vocês (imprensa) gostam de falar apenas de duas equipes, mas eu falo de mais, porque o futebol não é assim. Não é sobre quem gasta mais, quem tem medalhões, não é assim. O Athletico nos eliminou da Libertadores, o São Paulo tirou a gente da Copa do Brasil e o Inter competiu com a gente até umas quatro rodadas para o fim. Portanto, está aí. Todos podem ser candidatos ao título - destacou o português, que prosseguiu com os elogios:

- Vejo competência em todas as equipes. Botafogo vai estar muito melhor, Vasco e Cruzeiro que sobem agora também possuem um forte histórico… Acho engraçado como vocês reduzem a apenas duas equipes que podem vencer um título, sendo que várias podem. Com todo respeito, mas não são apenas dois times competentes.

> Vem, Copa do Mundo! Confira a tabela completa do torneio

O português deu sequência à entrevista coletiva respondendo sobre os desafios do Verdão para a próxima temporada. Com base em uma fala de Mano Menezes, comandante do Inter, Abel falou sobre o poder de "motivar outras equipes" e que não há uma equipe "imbatível" no país.

- É muito difícil ganhar de maneira consecutiva aqui no Brasil. O Mano Menezes disse que queria ganhar esse jogo de hoje para acabar com nossa invencibilidade. Talvez também seja sobre o quanto o Palmeiras motiva outras equipes. Basta ver as entrevistas coletivas. O desafio é perceber que vocês nos tratam como “imbatíveis”, mas temos a obrigação de continuar fazendo o mesmo, mas melhor.

Por fim, o comandante palmeirense citou que o clube está acostumado a encontrar soluções para saídas que eventualmente acontecem de um ano para outro. Antes das férias, Abel deixou uma última projeção para a nova temporada que se aproxima.

- Arranjamos soluções para todos os jogadores que saíram até agora. Portanto, para a próxima temporada continuaremos fazendo tudo isso. O clube precisa pagar dívidas, tem que gerar receita, tem que comprar, tem que vender, tem que potencializar. Estaremos aí para competir ainda mais. E o Endrick ficará conosco. Pelas leis do país e pelo que conheço... Ele não pode sair, então continuará no Palmeiras - concluiu.