Abel Ferreira admite superioridade do River Plate: ‘Classificação do Palmeiras foi fruto do primeiro jogo’

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


Abel Ferreira conheceu a sua primeira derrota pelo Palmeiras atuando no Allianz Parque na mesma noite em que, por pouco, não viu a vaga para a grande final da Copa Libertadores 2020 ir pelo ralo. O português admitiu que o River Plate foi melhor no 2 a 0 na casa alviverde, mas também quis exaltar a vantagem construída na Argentina.

– Eu gosto muito da psicologia. A intensidade do sentimento de perda é o dobro da do lucro. Este jogo de hoje era muito mental. Se naquela bola do Rony ele fizesse o gol, mataríamos o adversário. Como não fez, era natural que eles reagissem, não tinham nada a perder. Lá poderíamos fazer o quarto e o quinto. Tínhamos encaminhado a eliminatória lá. Estudei essa equipe, sabia que, pela experiência deles, era possível eles marcarem gols aqui – disse o primeiro técnico finalista da atual edição da Libertadores.

Abel Ferreira também aproveitou para ressaltar a resiliência de sua equipe, que soube suportar uma grande pressão do River Plate durante boa parte dos 90 minutos.

– A verdade é que nós, com todas as dificuldades, conseguimos aguentar e suportar. E muito fruto do que foi o primeiro jogo, quando fomos muito superiores. No segundo jogo, temos que ser humildes e reconhecer que eles foram melhores, não custa admitir. Não matamos o jogo lá, e o fator psicológico hoje pesou bastante – ponderou.

>> Confira a classificação atualizada do Brasileirão e faça sua simulação
>> ATUAÇÕES: Palmeiras vai mal, mas Weverton garante classificação à final

Agora finalista da Libertadores, o Palmeiras se reapresenta nesta quarta-feira (13), na Academia de Futebol, para já iniciar a preparação para o duelo diante do Grêmio, na sexta-feira (15), no Allianz Parque, pelo Brasileirão.