Abel explica escalação do Palmeiras na Supercopa: 'A força da equipe nunca foi só 11 jogadores'

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·2 minuto de leitura


Após a derrota nos pênaltis para o Flamengo, em jogo válido pela Supercopa do Brasil, Abel Ferreira concedeu entrevista coletiva e comentou sobre a escalação titular do Palmeiras no confronto. O treinador ponderou sobre o fato de que o time vai além dos atletas que começam em campo, destacando o trabalho dos reservas que entram.

– A força da equipe nunca foi só 11 jogadores. Para quem está em casa ou quem comenta, quando eu escalo a equipe, não penso só nos 11 que vão jogar. Penso nos 11 e nas 5 substituições – garantiu Abel.

>> ATUAÇÕES: Raphael Veiga é o destaque do Palmeiras na Supercopa

Questionado do porquê de ter repetido o meio de campo da partida contra o Defensa y Justicia-ARG apesar da própria autocrítica, Abel apontou o fator da experiência dos jogadores como fundamental para escolher os onze iniciais da decisão.

– Foi para entrar com uma equipe mais experiente. Jogaram bem na final da Copa, contra o Grêmio. Mas não temos só esses jogadores. Não posso dizer que uns são melhores e outro piores, são todos do Palmeiras. Na segunda etapa, tivemos que reagir, porque estávamos perdendo. E então, Danilo e Menino tiveram um bom comportamento. Jogue quem jogar, de início ou não, Danilo ou Felipe, é entrar para ajudar e sair satisfeito – declarou.

Além disso, o comandante português também analisou a diferença entre as funções de Danilo, Felipe Melo e Zé Rafael no meio campo palmeirense.

– Tínhamos que refrescar a dinâmica do meio campo. Sabemos que o Danilo é mais um “5 ou 8”, Felipe é mais um “5 ou 3”, pode ser volante ou zagueiro. Danilo pode chegar. Tivemos que arriscar mais um pouco. Já o Zé Rafael é “8” puro, box-to-box puro. A equipe acabou bem o primeiro tempo, mesmo sofrendo o gol na transição. Mas vamos corrigir esse lance, estar mais altos na hora de marcar a transição. Como estávamos atrás do placar, precisamos arriscar com jogadores com mais capacidade ofensiva – explicou o técnico do Verdão.

Depois de sair derrota na primeira decisão da temporada, o Palmeiras de Abel Ferreira volta a campo pra decidir mais um título nesta quarta-feira (14). Com um 2 a 1 na ida, o Alviverde joga a partida de volta contra o Defensa y Justicia às 21h30, novamente, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.