Abel exalta clássico e homenageia Caio Junior após título do Fluminense

O técnico Abel Braga não escondeu a felicidade com a conquista da Taça Guanabara pelo Fluminense. O treinador fez questão de exaltar a qualidade do clássico, um dos mais emocionantes dos últimos tempos e disse que os jogadores tricolores cumpriram tudo o que foi combinado e só por isso alcançaram o objetivo diante de uma equipe muito forte como a do Flamengo.

Abel compareceu a entrevista coletiva carregando uma camisa do técnico Caio Júnior que faleceu no ano passado em desastre que vitimou a delegação da Chapecoense. O treinador disse que não conseguiu vestir a camisa por estar acima do peso, mas disse que Caio merece todas as homenagens.

Em relação ao clássico, Abel disse que lhe faltavam palavras para expressar o que pensava do clássico disputado no Engenhão e que terminou com a vitória da sua equipe nos pênaltis, após empate por três a três no tempo normal.

“Fabuloso. Foi um jogo surreal. Placar de 3 a 3, com as duas equipes atacando sempre”, disse.

O treinador do Fluminense também fez questão de falar sobre o clima fora de campo e acha que o Fla-Flu pode servir de exemplo para o futuro: “Não é necessário matar. É necessário torcer. Não é necessário brigar. É necessário apoiar”, afirmou.

Ao analisar o clássico, Abel repetiu que seu dicionário é pequeno para explicar o que aconteceu em campo. O técnico tricolor disse que o Flamengo foi gigante, o que valoriza ainda mais o resultado obtido pelo Fluminense: “O time dos caras é muito bom. Criamos a estratégia, estudamos e deu tudo certo”, comemorou.