Abel é apenas o segundo europeu a ser bi da Libertadores

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Palmeiras' Portuguese coach Abel Ferreira gestures during the Copa Libertadores football tournament all-Brazilian final match against Flamengo, at the Centenario stadium in Montevideo, on November 27, 2021. (Photo by Juan Mabromata / AFP) (Photo by JUAN MABROMATA/AFP via Getty Images)
Palmeiras' Portuguese coach Abel Ferreira gestures during the Copa Libertadores football tournament all-Brazilian final match against Flamengo, at the Centenario stadium in Montevideo, on November 27, 2021. (Photo by Juan Mabromata / AFP) (Photo by JUAN MABROMATA/AFP via Getty Images)

Dois títulos em duas oportunidades. Com a conquista da Libertadores neste sábado (27), Abel Ferreira coloca seu nome na história do Palmeiras e também nos anais do torneio, se tornando apenas o segundo europeu a levantar o troféu duas vezes.

Até Abel, o único europeu que tinha conquistado o título duas vezes era o volante Christian Rudzky. Nascido na Tchecoslováquia e radicado na Argentina desde a adolescência, ele participou do plantel do Estudiantes de La Plata campeões, 1969 e 1970.

E assim como Rudzky é o único europeu a alcançar tal feito dentro de campo, o português é o primeiro a conquistar o troféu duas vezes como técnico.

Apenas outros quatro europeus se sagraram campeões do maior torneio da América do Sul. O meia ítalo-argentino Dante Mircoli foi campeão com o Independiente em 1972, o técnico croata Mirco Jozic levantou a taça em 1991 com o Colo-Colo e a dupla Jorge Jesus e Pablo Marí contribuiu para o título do Flamengo em 2019.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos