Abel critica falta de posicionamento da diretoria do Palmeiras: 'Não basta só mandar e-mail'

Há menos de uma semana da disputa da Supercopa do Brasil, contra o Flamengo, o técnico Abel Ferreira criticou a falta de pulso da direção do Palmeiras referente a mudança de data da partida, que originalmente aconteceria (29 de janeiro), mas ocorrerá um dia antes, no sábado (28).

O treinador palmeirense contou que o clube tentou ter três dias entre o clássico contra o São Paulo, disputado neste domingo (22), e o próximo compromisso, diante do Ituano, marcado para esta quarta-feira (25), tivesse três dias de diferença, mas recebeu uma negativa da Federação Paulista de Futebol sobre a justificativa de que a partida tinha que ser disputada no horário nobre do futebol, que é domingo a tarde. Porém, a antecipação da Supercopa de domingo para sábado também foi com a alegação de ser melhor para as detentoras dos direitos de transmissão.

Leia também:

- Supercopa estava marcada para domingo mudou para sábado, porque era horário nobre. O clube antecipadamente sabia quando seria a Supercopa. Nosso clube, não sei se é uma coisa boa ou é má, quando vai reclamar, nunca reclama publicamente, vai sempre através do e-mail, e não pode ser. Treinador treina, jogador joga e a direção tem que se posicionar. E dirigir é se posicionar. Não pode ser só mandar e-mail. Nós, antecipadamente, pedimos que esse jogo e o próximo tivesse intervalo de três dias, e dava, mas a resposta era que não porque o horário nobre. Então eu preciso entende Se o horário nobre é domingo às 4 horas, por que a Supercopa não é no domingo, é um sábado? - trouxe o comandante palmeirense.

Para Abel Ferreira, independentemente do dia ou horário que o duelo contra o Flamengo fosse marcado, haveria publico. E com a negativa na tentativa de aumentar o intervalo entre os jogos, a equipe Rubro-Negra ganha terá a vantagem de um dia de descanso, porque joga a última partida antes da Supercopa nesta terça-feira (24), contra o Bangu, pelo Campeonato Carioca. O Verdão, por sua vez, jogará na quarta-feira (25), contra o Ituano, em Itu.

Abel Ferreira ainda não venceu com o Palmeiras em casa em 2023 (Foto: Cesar Greco)
Abel Ferreira ainda não venceu com o Palmeiras em casa em 2023 (Foto: Cesar Greco)

- Eu gostaria que me explicassem pra eu entender qual é o horário nobre aqui. Eu tenho certeza absoluta que seja qual horário marcar o jogo, os apaixonados, porque esse país é de apaixonados por futebol, vão ver o jogo: antes da novela, depois da novela, à meia-noite, às duas da manhã, às quatro da tarde, às seis da tarde. A televisão tem que entender isso.

Abel Ferreira ainda não sabe se levará um time misto para o Novelli Júnior, mas existe a possibilidade de preservar atletas pensando no jogo contra o Flamengo.

- Chego o mais forte possível. São jogos diferentes, onde muitas vezes vocÊ pode não estar fisicamente, mas quando tem um título em jogo tudo muda. Não sei se vou poupar, ou não. Do outro lado tem um adversário que quando eu falar, ele estará a ouvir. Conheço bem, antes de eu ser jogador, ele já era - disse Abel, se referindo à Vítor Pereira, treinador flamenguista, que é compatriota do comandante palmeirense.

- Perceber como eles vão estar. Tem um jogo aqui a três dias. Não sei se vamos ganhar, mas vamos lutar sempre. Pode haver duas dúvidas, três, mas não mais do que isso.

Em três jogos nesta temporada, o Palmeiras ainda não perdeu, mas empatou duas vezes e venceu uma. No Allianz Parque, são dois empates sem gols nos únicos compromissos que mandou em 2023, contra São Bento e São Paulo.