Abel chega ao Vasco minimizando salários e pregando continuidade de Luxa: 'Comigo não tem sacanagem'

Felippe Rocha
LANCE!
Abel já manifestou a vontade de utilizar mais os jovens da base do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)
Abel já manifestou a vontade de utilizar mais os jovens da base do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco)

O técnico que comandou a arrancada do Vasco no Campeonato Brasileiro, Vanderlei Luxemburgo, optou por não renovar. O substituto contratado foi Abel Braga, contemporâneo, também multivencedor. Apresentado no fim da manhã desta quarta-feira, o veterano recebeu, além da camisa número 3 - que ele usava quando zagueiro do Cruz-Maltino - uma carteirinha de sócio. Mais um para a campanha que catapultou o número de adesões ao quadro associativo. E o novo comandante da equipe prega continuidade. Tanto do apoio da torcida quanto do trabalho desempenhado por Luxa.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

- O torcedor está abraçando. Comigo não tem nem sacanagem nem mentira. O que eu peço é que esse torcedor continue abraçando. Vamos tentar fazer melhor, mas não tenha dúvida de que a continuidade vai ser daquilo que o Luxa começou. Domingo fiquei duas horas com ele no telefone - revelou Abel.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Cada vez mais franco, o treinador minimizou os atrasos salariais que são comuns no clube há tempos. E revelou as palavras do presidente do Vasco, Alexandre Campello (que estava ao seu lado) antes do acerto.

- Ele disse: "Eu vou te pagar, mas não pense que eu vou te pagar em dia". Ele me disse o de hoje e de amanhã. Eu só quero ter tempo de ver o estádio novo. Vai ficar bonita essa p... - projetou, citando a reforma de São Januário, que deve se dar a partir da metade do ano que vem, aumentando a capacidade. Mas complementou, aprofundando no tema dos salários:

- Se pagar em dia, vai ser uma surpresa legal. Se não pagar, eu já estou sabendo - afirmou, com bom humor.

Abel Braga já trabalha na formação do elenco que terá em 2020. Jogadores podem chegar, outros devem sair. Destes, os titulares Henríquez e Guarín ficam sem contrato e as negociações não têm sido fáceis; Rossi chegou ao clube emprestado do Shenzen (CHN) e a permanência é mais improvável ainda; sobre o volante Richard, que retorna ao Corinthians após empréstimo, existe um pedido do comandante para que ele prossiga em São Januário.

- Gosto muito do Vasco do meio para frente. O Richard saiu, acabou o empréstimo, mas estou pedindo de novo porque eu o lancei (bom momento do meio-campista no Fluminense). Veio para o Vasco mais amadurecido. A grande mudança. O Vanderlei me ligou, disse que ofereceram e eu falei sobre o jogador. Aí vocês viram: titular em todos os jogos - ressaltou.

Abel Braga chega para a terceira passagem como técnico do Vasco após um ano de 2019 ruim. Apesar do título carioca com o Flamengo, deixou o Rubro-Negro - que teria desempenho melhor com o substituto Jorge Jesus - e assumiu o Cruzeiro. Na equipe mineira, não conseguiu fazer melhorar a campanha do time que já brigava contra o rebaixado e, já sem ele, terminaria rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro. Tal temporada causou desconfiança em parte da torcida. Mas Campello rechaçou.

- Sobre rejeição, nem Jesus Cristo teve 100%. Nas redes sociais, haters a gente não leva em consideração - ponderou.

As primeiras palavras de Campello durante a entrevista coletiva na sala do Conselho de Beneméritos foram lembrando o interesse anterior em Abel. Antes de fechar com Luxemburgo, o atual comandante já havia sido procurado. Nesta quarta, ele lembrou que o acerto com Luxa passou por ele.

- Acho que não foi divulgado. O presidente tinha me procurado, eu tinha dado minha palavra a outro clube, não poderia vir e ele me perguntou o que faria. Eu disse: "Chama o Vanderlei". O final vocês já sabem - afirmou aos jornalistas.

A passagem pelo Flamengo no primeiro semestre também foi citada. Abel se considera com méritos na formação da equipe. E admite que não conseguiu sucesso no Cruzeiro.

- Não queria falar sobre o que ficou para trás porque senão tenho que falar também que tenho 27 títulos. Fui campeão mundial quando a aposta era 9 contra 1. O trabalho no rival é fantástico, mas está sendo terminado e eu comecei. Fui campeão da Florida Cup, do Carioca, terminei em primeiro no grupo do Carioca. No Cruzeiro, eu tentei ajudar e não consegui. Eu tenho 27 títulos, podia não querer ganhar menos. O Sampaoli queria R$ 2 milhões e tem quatro - completou.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também