A verdade sobre a rescisão de Paulinho no Al Ahli

·1 minuto de leitura
Paulinho havia sido anunciado como reforço do Al Ahli há apenas dois meses (Divulgação)
Paulinho havia sido anunciado como reforço do Al Ahli há apenas dois meses (Divulgação)

Salários atrasados, problemas pessoais, propostas... não faltam rumores para o anúncio surpreendente de que Paulinho não é mais jogador do Al Ahli. A rescisão foi anunciada na tarde deste sábado pelo clube saudita, atendendo a um pedido do brasileiro.

"O ambiente do clube é muito amador. Foi um choque e ele preferiu pedir a rescisão e ir embora. Simples assim", afirmou um amigo muito próximo de Paulinho, em contato com o Blog.

Paulinho havia assinado com o Al Ahli há dois meses, recusando propostas de alguns clubes brasileiros, como Corinthians, Red Bull Bragantino e Grêmio. O salário superior a R$ 2 milhões por mês, livre de impostos, foi decisivo para a escolha. Na Arábia, ele entrou em campo só quatro vezes e marcou dois gols.

A tendência é de que Paulinho fique desempregado até dezembro, já que as janelas disponíveis neste momento são escassas. Na própria Arábia Saudita, o prazo para inscrições se encerrou neste sábado. Ainda vão restar México (22 de setembro), Argentina (26 de setembro) e Catar (30 de setembro).

No Brasil, Paulinho não pode mais jogar em 2021. A janela de transferências para atletas que atuam no exterior se encerrou no dia 30 de agosto e ele estava empregado na oportunidade. 

É natural, porém, que Paulinho comece a receber contatos de times daqui de olho em 2022. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos