90min escolhe a seleção de prata do Campeonato Brasileiro - veja como ficou o time

Antonio Mota
·3 minuto de leitura

Após meses de atraso, muitas incertezas, problemas com a Covid-19, imbróglios com a arbitragem e inúmeras confusões, o Campeonato Brasileiro de 2020 chegou ao fim. E muita água passou por debaixo da ponte: o Flamengo foi bicampeão, o Fluminense voltou à Conmebol Libertadores depois de sete anos, o Corinthians parou na Sul-Americana, Vasco e Botafogo foram rebaixados para a Série B e por aí vai. A Série A pegou fogo.

E, no meio de toda essa ‘loucura’, muitos atletas se destacaram – tanto que montamos duas equipes da competição – e isso não pode passar em branco. Confira abaixo a Seleção de Prata do Brasileirão 2020.

1. Felipe Alves (Fortaleza)

Alexandre Schneider/Getty Images
Alexandre Schneider/Getty Images

Sem Rogério Ceni, o Fortaleza não conseguiu manter o mesmo desempenho de tempos atrás, mas um nome em especial conseguiu continuar em um excelente nível: Felipe Alves. Referência no Leão do Pici, o goleiro fez um ótimo Brasileirão. Cabe notar que, mesmo com todos os problemas, o Tricolor ainda teve a oitava melhor defesa da Série A.

2. Lucas Calegari (Fluminense)

Bruna Prado/Getty Images
Bruna Prado/Getty Images

Com a ida de Gilberto para o Benfica de Jorge Jesus, o Fluminense se deparou com um buraco na lateral direita, o qual só foi preenchido com o surgimento do talentoso Lucas Calegari. Aos 18 anos, o Menino de Xerém não se assustou com a responsabilidade e entregou mais do que o esperado.

3. Gustavo Gómez (Palmeiras)

Alexandre Schneider/Getty Images
Alexandre Schneider/Getty Images

Um dos melhores defensores da Conmebol Libertadores de 2020 e da América do Sul na temporada como um todo, Gustavo Gómez também foi um gigante do Palmeiras na Série A. Ao lado de Wéverton, o paraguaio foi um dos pilares da sólida defesa do Verdão.

4. Junior Alonso (Atlético-MG)

Pedro Vilela/Getty Images
Pedro Vilela/Getty Images

Embora o Atlético-MG de Jorge Sampaoli tenha enfrentado inúmeros problemas ao longo da temporada, sobretudo na defesa, o zagueiro Junior Alonso conseguiu se destacar e foi uma das referências do setor no Brasileirão 2020. Uma excelente descoberta do Galo.

5. Filipe Luís (Flamengo)

Bruna Prado/Getty Images
Bruna Prado/Getty Images

Filipe Luís não começou tão bem a temporada, mas cresceu demais na reta final e sem dúvidas foi peça-chave para o Flamengo chegar ao octa. Veterano, o lateral-esquerdo se “reformulou” para ajudar o Rubro-Negro a erguer mais um troféu.

6. Gabriel Menino (Palmeiras)

Pool/Getty Images
Pool/Getty Images

Uma das revelações do Campeonato Brasileiro de 2020, Gabriel Menino surgiu muito bem e acabou assumindo mais protagonismo do que o esperado no Palmeiras. Com apenas 20 anos, o versátil meio-campista-lateral se destacou, chamou atenção e foi parar até na Seleção de Tite.

7. Edenílson (Internacional)

Buda Mendes/Getty Images
Buda Mendes/Getty Images

Motor do vice Internacional, Edenílson fez mais uma grande temporada e novamente se destacou na Série A. Intenso e decisivo, o meio-campista foi um dos nomes do Colorado em 2020.

8. Vinícius Goes – o Vina (Ceará)

Miguel Schincariol/Getty Images
Miguel Schincariol/Getty Images

O meia-atacante Vinícius Goes, o popular Vina, simplesmente destruiu com a camisa do Ceará no Campeonato Brasileiro de 2020. Garçom e goleador, o meia foi certamente uma das grandes surpresas da Série A. Vai para a Seleção?

9. Keno (Atlético-MG)

Pedro Vilela/Getty Images
Pedro Vilela/Getty Images

Com o manto do Atlético-MG, Keno viveu momentos de altos e baixos no Brasileirão, mas os seus picos de desempenho certamente o credenciam para essa Seleção de Prata. Além dos gols, o atacante ainda foi um dos garçons do torneio.

10. Luciano (São Paulo)

Buda Mendes/Getty Images
Buda Mendes/Getty Images

Um dos artilheiros da Série A 2020, Luciano jogou demais durante um bom período na temporada e não poderia ficar de fora desse seleto grupo de craques. Com 18 gols, o atacante mostrou muito oportunismo e qualidade de sobra.

11. Thiago Galhardo (Internacional)

Getty Images/Getty Images
Getty Images/Getty Images

Outro nome indispensável da Seleção de Prata: Thiago Galhardo. Embora tenha caído de produção na reta final do Brasileirão, o atacante brigou pela artilharia até a última rodada e por pouco não levou essa coroa. Matador, o camisa 17 ajudou muito o Internacional.