8 treinadores que nunca conseguirão trabalhar no Barcelona

·3 minuto de leitura

treinadores no mundo que, uma hora ou outra, irão trabalhar no Barcelona. É o caso, por exemplo, de Xavi Hernández. Agora, existem alguns que dificilmente (para não dizer nunca) sentarão no banco do Camp Nou. E por diversas razões. Quer saber quem são eles?

1. José Mourinho

Português é praticamente persona non grata no Camp Nou | Clive Brunskill/Getty Images
Português é praticamente persona non grata no Camp Nou | Clive Brunskill/Getty Images

É tratado como inimigo público número 1 no Camp Nou. Ao longo da sua carreira fez muitas declarações contra o Barcelona. Na Inter de Milão, eliminou o todo-poderoso Barça de Guardiola de uma Champions e sua comemoração foi marcante. Ainda por cima dirigiu o Real Madrid como protagonista dos clássicos mais quentes dos últimos anos. Por fim, o seu estilo de jogo e a sua personalidade não se enquadram num clube como este. O português tem tudo contra ele para um dia liderar o Barcelona, e com certeza a torcida nem quer vê-lo presente.

2. Mauricio Pochettino

Profissional já deu declarações contra o Barça | FRANCK FIFE/Getty Images
Profissional já deu declarações contra o Barça | FRANCK FIFE/Getty Images

Por conta de seu estilo e personalidade, é o oposto de Mourinho. Porém, é impossível tirá-lo desta lista. Passou pelo banco do Espanyol, rival catalão, e chegou a dizer que, antes de trabalhar no Barcelona, iria à sua fazenda. "Prefiro trabalhar na minha granja, na Argentina, do que treinar certos clubes".

3. José María Gutiérrez - "Guti"

Profissional é um madridista declarado | Quality Sport Images/Getty Images
Profissional é um madridista declarado | Quality Sport Images/Getty Images

Muita coisa teria que mudar no mundo para que o Barcelona fizesse uma proposta para Guti e este aceitasse. O profissional viveu os melhores momentos da sua vida no Real Madrid. Ver um "merengue" declarado dirigindo o Barça é algo que não se encontra no radar de ninguém.

4. Raúl

Trata-se de uma lenda merengue | Angel Martinez/Getty Images
Trata-se de uma lenda merengue | Angel Martinez/Getty Images

Vale o mesmo que para Guti. É um mito do Real Madrid. Ama aquelas cores como ninguém. Por isso, jamais treinaria seu eterno rival. Seu destino natural é o banco do Santiago Bernabéu.

5. Diego Simeone

Argentino dificilmente treinaria outro time espanhol que não o Atlético | Denis Doyle/Getty Images
Argentino dificilmente treinaria outro time espanhol que não o Atlético | Denis Doyle/Getty Images

Trata-se de um dos melhores treinadores do planeta sem dúvida alguma, mas seu estilo vertiginoso, no qual a posse de bola não é o mais importante, não combina com o DNA barcelonista. Além disso, por se tratar de uma legenda do Atlético de Madrid, ele próprio dificilmente aceitaria trabalhar em outra equipe espanhola que não a colchonera.

6. Antonio Conte

Profissional gosta de um futebol mais direto | Jonathan Moscrop/Getty Images
Profissional gosta de um futebol mais direto | Jonathan Moscrop/Getty Images

Sua filosofia de jogo também não combina com o Barcelona. Gosta de um futebol mais direto, enquanto os culés valorizam a troca de passes e gostam de trabalhar bem as jogadas.

7. Rafa Benítez

Treinador valoriza mais o resultado do que o estilo de jogo | Alex Broadway/Getty Images
Treinador valoriza mais o resultado do que o estilo de jogo | Alex Broadway/Getty Images

O Barcelona tem dupla razão para não ter Rafa Benítez. Em primeiro lugar, o seu estilo de jogo. Prevalece o resultado à exibição. Embora procure sempre encontrar o equilíbrio entre ataque e defesa, vimos em mais de uma ocasião suas equipes abrirem mão da posse de bola para segurar uma vantagem no placar. Em segundo lugar está o seu passado madridista, e isso é algo que não será apagado.

8. Zinedine Zidane

Francês está intimamente ligado ao Real Madrid | Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images
Francês está intimamente ligado ao Real Madrid | Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images

Sua relação com o Real Madrid o coloca, naturalmente, na chamada "lista negra" do Barça. Isso sem contar que o próprio treinador não tem como plano trabalhar no Camp Nou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos