7 jogadores de destaque que defenderam as camisas de América-MG e Cruzeiro

Lucas Humberto
·4 minuto de leitura

Na tarde deste domingo (21), América-MG e Cruzeiro fazem um clássico para torcedor nenhum colocar defeito. Brigando pela vice-liderança do Campeonato Mineiro 2021, apenas dois pontos separam os clubes na tabela. O Coelho se encontra na 3ª colocação com 9 pontos, enquanto a Raposa está em 5º lugar, com dois pontos a menos.

O empate na partida garante que a equipe de Lisca assuma, momentaneamente, a vice-liderança. Para o time de Felipe Conceição, apenas a vitória interessa.

Esse duelo de tradição e história acontece às 16h, pela 5ª rodada do Mineirão 2021, no Estádio Raimundo Sampaio. Vale lembrar que essa é a última rodada do Estadual, antes da paralisação. Mais informações você confere neste artigo.

Relembre sete jogadores de destaque que defenderam as camisas de América-MG e Cruzeiro.

7. Borges

Borges esteve presenta na conquista do bicampeonato brasileiro do Cruzeiro. | Washington Alves/Getty Images
Borges esteve presenta na conquista do bicampeonato brasileiro do Cruzeiro. | Washington Alves/Getty Images

O experiente jogador esteve no Cruzeiro entre 2012 e 2014, ajudando a Raposa na conquista do bicampeonato brasileiro. Foram 28 tentos marcados em 75 jogos.

Pelo Coelho, ele esteve presente em apenas 16 jogos e marcou duas vezes, mas deu a assistência para o gol de Danilo, que garantiu o título mineiro de 2016, após 15 anos de jejum. Histórico!

6. Fred

Fred teve passagens expressivas pelo Cruzeiro. | Pedro Vilela/Getty Images
Fred teve passagens expressivas pelo Cruzeiro. | Pedro Vilela/Getty Images

Revelado pelo América-MG ainda no começo dos anos 2000, Fred chegou na Toca da Raposa em 2004 e retornou novamente em 2018. Pela equipe celeste, o centroavante conquistou dois Estaduais (2018 e 2019), além da Copa do Brasil (2018).

5. Hilton Oliveira

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Hilton Oliveira viveu seu auge no futebol nas décadas de 60 e 70. Pela Raposa, conquistou seis títulos do Campeonato Mineiro (1959, 1960, 1965, 1967, 1968 e 1969), além da Taça Brasil em 1966, que hoje se equivale ao Brasileirão.

Pelo América-MG, o atacante foi parte integrante da equipe que venceu o Campeonato Mineiro em 1971 de forma invicta, desbancando os rivais Cruzeiro e Atlético-MG.

4. Tostão

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Tostão pode não ter grandes feitos no América-MG, visto que fez apenas um gol pela equipe entre 1962 e 1963. Contudo, o Coelho sempre será o clube que deu a primeira chance ao jovem de 16 anos.

No Cruzeiro a história é diferente. Em 373 jogos, o centroavante marcou 242 gols e se tornou o maior artilheiro da história da equipe Celeste. Em 1970, Tostão seria campeão mundial.

3. Leandro Guerreiro

Guerreiro se aposentou no América-MG. | Pedro Vilela/Getty Images
Guerreiro se aposentou no América-MG. | Pedro Vilela/Getty Images

A passagens de Leandro Guerreiro pelos clubes mineiros está mais recente na memória do torcedor. Pelo Cruzeiro, conquistou o título mineiro em 2011 e o Brasileirão dois anos depois. Foram 119 partidas disputadas e quatro gols marcados.

Em 2014, passou a defender as cores do América-MG. Dentro e fora de campo, o volante atuava como líder e capitão da equipe nas três temporadas que permaneceu. Guerreiro ajudou o clube a conquistar o acesso para elite do Brasileiro em 2015, além do título Estadual em 2016. Ele deixou o clube no mesmo ano, com 147 partidas na conta.

2. Ruy

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ruy é o que chamamos de polivalente. O jogador não se preocupava em cumprir uma função específica em campo, desde que pudesse contribuir. Logo no início dos anos 2000, ele ia transitava entre faixa central do campo e a lateral-direita sem dificuldade.

Entre 2000 e 2001, ele conquistou a Copa Sul-Minas e Campeonato Mineiro pelo Coelho. No ano seguinte, defendendo a camisa celeste, fez parte da equipe vencedora da Sul-Minas e do Supercampeonato Mineiro.

1. Fábio Júnior

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Fábio Júnior e Minas Gerais é sinônimo de conquista. Ele chegou no Cruzeiro em 1997 e, de imediato, levou os estaduais de 97 e 98. Retornou ao clube em 2000 e foi decisivo na conquista da Copa do Brasil. Em uma nova passagem pela equipe celeste em 2002, venceu o Estadual e a Copa Sul-Minas.

Ao longo da carreira, alternou temporadas em clubes brasileiros e estrangeiros, até retornar aos gramados mineiros em 2010, pelo Coelho. Chegando como protagonista, ele permaneceu até o fim de 2013 e se tornou uma das maiores referências na história recente da equipe. O centroavante esteve presente em 189 jogos e marcou 72 gols. Glorioso!