7 jogadores com história na Europa que rumaram à América do Sul recentemente

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

Na noite da última quinta-feira (9), o Botafogo utilizou suas plataformas e redes sociais oficiais para confirmar a contratação do atacante Salomon Kalou, marfinense de 34 anos que emplacará, no Brasil, sua primeira experiência fora do Velho Continente. Este tem sido um movimento cada vez mais comum para atletas em reta final de carreira: buscar uma nova experiência fora da Europa, com a América do Sul despontando como destino comum. Confira sete casos recentes que ilustram isso:


1. Rafinha (Flamengo)


FBL-RECOPA-FLAMENGO-DELVALLE
FBL-RECOPA-FLAMENGO-DELVALLE

De 2005 a 2019, o lateral-direito atuou no futebol europeu, dedicando nove anos de sua carreira ao Bayern de Munique. Aos 34 anos, decidiu retornar ao seu país de origem, escolhendo defender a camisa do Flamengo. Pelo clube carioca, já conquistou cinco títulos, dentre eles a Libertadores 2019.


2. Antonio Valencia (LDU)


Boca Juniors v LDU Quito - Copa CONMEBOL Libertadores 2019
Boca Juniors v LDU Quito - Copa CONMEBOL Libertadores 2019

O ponta equatoriano passou dez anos de sua carreira no Manchester United, disputando 339 partidas e empilhando taças pelo gigante inglês. Assim como Rafinha, decidiu em 2019 retornar ao seu país natal, fechando com a Liga de Quito (LDU).


3. Juanfran (São Paulo)


Internacional v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2019
Internacional v Sao Paulo - Brasileirao Series A 2019

Revelado nas categorias de base do Real Madrid, o lateral-direito fez história com a camisa do arquirrival, Atlético, ultrapassando a marca das 350 partidas como jogador colchonero entre os anos de 2011 e 2019. Na temporada passada, assinou com o São Paulo.


4. Daniele de Rossi (Boca Juniors)


Boca Juniors v Union - Superliga 2019/20
Boca Juniors v Union - Superliga 2019/20

Campeão do mundo com a Itália em 2006 e ídolo histórico da Roma, o volante sempre deixou claro que um de seus sonhos de carreira era defender o Boca Juniors. Em 2019, a negociação 'improvável' aconteceu, mas sua passagem pela Bombonera não durou muito: jogou sete partidas, anotou um gol como atleta xeneize e rescindiu seu contrato.


5. Keisuke Honda (Botafogo)


Botafogo v Bangu - Campeonato Carioca
Botafogo v Bangu - Campeonato Carioca

Presente em três edições de Copa do Mundo e com status de ídolo atemporal em seu país, o armador japonês também passou a maior parte de sua carreira profissional na Europa antes de aterrissar em solo brasileiro. Será companheiro de Salomon Kalou no Glorioso.


6. Emmanuel Adebayor (Olimpia)


Olimpia v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Libertadores 2020
Olimpia v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Libertadores 2020

Com passagens por Arsenal, Tottenham, Manchester City e Real Madrid, o togolês surpreendeu a todos ao acertar com o Olimpia em fevereiro de 2020. Contudo, sua experiência no tradicional clube paraguaio durou poucos meses: disputou somente quatro partidas, sendo expulso em uma delas. Rescindiu com o clube após o início da pandemia de coronavírus na América do Sul.


7. Pablo Marí (Flamengo)


Liverpool FC v CR Flamengo - FIFA Club World Cup Qatar 2019
Liverpool FC v CR Flamengo - FIFA Club World Cup Qatar 2019

O ótimo zagueiro espanhol teve sua contratação recomendada por Jorge Jesus, em um dos primeiros movimentos do técnico luso após sua chegada ao Flamengo, em meados de 2019. Na Gávea, o ex-jogador de Manchester City e La Coruña retomou o alto nível de atuações e foi um dos pilares para o ano vitorioso do clube, voltando ao radar europeu. Hoje, está no Arsenal.