7 atletas que deram a volta por cima após graves lesões

·3 minuto de leitura

Lesões no futebol podem destruir carreiras inteiras. A prova disso está na "durabilidade" dos jogadores nos dias atuais. Hoje, é cada vez mais comum atletas seguirem no mais alto nível durante anos, em razão da avançada prevenção física e tratamento das lesões. Assim, podemos ver grandes retornos como o de Joao Rojas, que voltou a jogar oficialmente pelo São Paulo depois de dois anos e quatro meses em recuperação.

Relembramos outros casos semelhantes. Veja:

1. Ronaldo

Lesão de Ronaldo chocou o mundo. | Alessandro Sabattini/Getty Images
Lesão de Ronaldo chocou o mundo. | Alessandro Sabattini/Getty Images

A foto mostrada acima deixou milhões de brasileiros com o coração na mão. À época na Inter de Milão, em 2000, Ronaldo Fenômeno rompeu o tendão patelar do joelho direito e teve a continuidade da sua carreira ameaçada. Poucas pessoas imaginariam que dois anos mais tarde ele seria protagonista absoluto do pentacampeonato brasileiro.

2. Petr Čech

Goleiro fraturou o crânio. | ADRIAN DENNIS/Getty Images
Goleiro fraturou o crânio. | ADRIAN DENNIS/Getty Images

A proteção na cabeça virou marca registrada do lendário goleiro do Chelsea. No entanto, o motivo do uso não é tão conhecido assim: em 2006, Čech levou uma joelhada na cabeça e fraturou o crânio. Mesmo tendo corrido risco de vida, o arqueiro se recuperou em pouco mais de três meses e retornando aos gramados ingleses para vencer quatro edições da Premier League e uma Liga dos Campeões.

3. Zico

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Retornando ao Flamengo depois de algumas temporadas na Europa, Zico sofreu uma entrada criminosa de Márcio Nunes, do Bangu, em 1985. O contato foi tão violento que o jogador teve várias lesões diagnosticadas, sendo a mais grave uma torsão no joelho. Ele passou por cirurgia e ficou afastado dos gramados por cerca de um ano. Em 1986, participou da Copa do Mundo.

4. Marco Reus

Lesão tirou Marco Reus da Copa do Mundo de 2014. | Boris Streubel/Getty Images
Lesão tirou Marco Reus da Copa do Mundo de 2014. | Boris Streubel/Getty Images

Não foram casos isolados. Marco Reus lidou com lesões durante a careira toda, sendo a mais significativa sofrida às vésperas do Mundial de 2014 - ele acabou ficando fora da competição. Atualmente, o jogador está bem no Borussia Dortmund e os problemas físicos parecem ter dado uma trégua. Na temporada já finalizada, por exemplo, o meia-atacante conquistou a Copa da Alemanha.

5. Luke Shaw

Contusão de Shaw foi uma das mais sérias dos últimos anos. | VI-Images/Getty Images
Contusão de Shaw foi uma das mais sérias dos últimos anos. | VI-Images/Getty Images

Luke Shaw fez a temporada da sua vida no Manchester United. Absoluto na lateral-esquerda, o jogador de 25 anos teve um início de carreira difícil após séria contusão em 2015. Ele fraturou a perna e teve que ficar quase um ano longe dos gramados.

Em 2018, o inglês comentou sobre a gravidade do ocorrido: "Mentiria se dissesse que não pensei em parar de jogar. Tive muitas complicações com a minha perna, foi o pior momento da minha carreira. Ninguém sabe o quão perto estive de perder a perna. Eu só soube seis meses depois, quando o médico me disse".

6. Nilmar

Nilmar se aposentou em 2017. | Alexandre Schneider/Getty Images
Nilmar se aposentou em 2017. | Alexandre Schneider/Getty Images

Nilmar é outro exemplo de jogador que sofreu com várias contusões durante toda carreira. Lesões no joelho direito em 2006, esquerdo no ano seguinte, ombro, coxa, entre outros, são apenas alguns exemplos. Apesar da constante luta, o centroavante tem um currículo repleto de títulos nacionais e internacionais, além de participações na seleção.

7. Washington

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Embora não seja uma lesão tão "física" quanto as apresentadas nesta lista, Washington possui uma bela história de superação. Em 2002, quando jogava pelo Fenerbahçe, da Turquia, ele saiu do campo com dores no peito e, mais tarde, ficou sabendo que uma das artérias estava praticamente obstruída. O médico chegou a afirmar que o jogador não retornaria aos gramados. Ledo engano.

O centroavante apelidado de "Coração Valente" voltou ao Brasil para deixar seu nome na história do futebol nacional. Torcedores do Athletico-PR e Fluminense que o digam...

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos