6 personagens históricos que já decidiram o Clássico dos Milhões

Antonio Mota
·3 minuto de leitura

O Brasil vai parar na noite desta quinta-feira (15) para acompanhar mais um capítulo do tradicional, fervoroso e marcante Clássico dos Milhões.

Flamengo e Vasco vão se enfrentar no Maracanã, às 19h (de Brasília), pela nona rodada do Campeonato Carioca de 2021. E, como não seria diferente, vários personagens dos dois clubes tentarão marcar o nome na história dessa tradicionalíssima batalha, assim como vários atletas fizeram ao longo dos anos. A seguir, relembre 6 figuras emblemáticas que já decidiram um Clássico dos Milhões.

1. Dejan Petković (Flamengo)

Qual rubro-negro não lembra do gol de falta de Petković contra o Vasco? | Getty Images/Getty Images
Qual rubro-negro não lembra do gol de falta de Petković contra o Vasco? | Getty Images/Getty Images

Ídolo do Flamengo, Petković deu um grande salto para entrar no Olimpo Rubro-Negro ao marcar um belo gol de falta contra o Vasco na final do Campeonato Carioca de 2001. O meia-atacante cobrou uma falta indefensável aos 43 minutos do segundo tempo, colocou o 3 a 1 no placar e garantiu a taça para o Mais Querido.

2. Pedrinho (Vasco)

Pedrinho tem história no Clássico dos Milhões. | FABIAN GREDILLAS/Getty Images
Pedrinho tem história no Clássico dos Milhões. | FABIAN GREDILLAS/Getty Images

Personagem marcante da história do Vasco, Pedrinho tem muita história no Clássico dos Milhões. Em um dos capítulos, na Taça Guanabara de 2000, o meia marcou o quinto gol do Gigante da Colina na goleada sobre o Mais Querido e mandou a Nação Rubro-Negra ficar sem silêncio. O atleta ainda fez embaixadinhas na partida.

3. Obina (Flamengo)

O Obina te pegar... | ANTONIO SCORZA/Getty Images
O Obina te pegar... | ANTONIO SCORZA/Getty Images

Melhor do que Eto’o? Obina foi fundamental para o Flamengo conquistar a Copa do Brasil de 2006 em cima do Vasco. Goleador, o atacante marcou o tento que abriu o caminho para o 3 a 0 – somando ida (2 a 0) e volta (1 a 0). Com sua ajuda, o Rubro-Negro encerrou um jejum de 14 anos sem conquistar um título nacional.

4. Rafael Silva (Vasco)

Rafael Silva “infernizou” o Flamengo em 2015. | Buda Mendes/Getty Images
Rafael Silva “infernizou” o Flamengo em 2015. | Buda Mendes/Getty Images

Embora não tenha sido tão marcante quanto outros nomes desta lista, Rafael Silva também deixou sua marca no Clássico dos Milhões. Na Copa do Brasil de 2015, o atacante foi peça-chave para o Alvinegro acabar com o favoritismo do Rubro-Negro. Ele marcou um gol, o qual eliminou o Mais Querido, e comemorou provocando a Nação.

5. Romário (Flamengo)

Romário tem o nome marcado nas histórias de Flamengo e Vasco. | JULIO PEREIRA/Getty Images
Romário tem o nome marcado nas histórias de Flamengo e Vasco. | JULIO PEREIRA/Getty Images

Polêmico! Romário é um dos poucos atletas no mundo que conseguiu se destacar por Flamengo e Vasco. Ícone, o Baixinho chamou a responsabilidade em vários Clássicos dos Milhões, mas um se sobressaiu. Em 1996, ao marcar um decisivo gol contra o Cruzmaltino, o então atacante do Fla pediu “silêncio” e foi comemorar perto dos vascaínos.

6. Edmundo (Vasco)

Ídolo do Vasco, Edmundo tem muita história contra o Flamengo. | Buda Mendes/Getty Images
Ídolo do Vasco, Edmundo tem muita história contra o Flamengo. | Buda Mendes/Getty Images

Grande personalidade do futebol brasileiro entre a década de 1990 e anos 2000, Edmundo é um dos grandes nomes da história do Clássico dos Milhões. Figura emblemática do Vasco, o atacante conta com vários feitos importantes contra o Flamengo, incluindo um hat-trick na goleada por 4 a 1 do Gigante da Colina sobre o arquirrival no Campeonato Brasileiro de 1997.