6 jogadores que já defenderam o PSG, e pouca gente se lembra

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

Antes de se tornar a potência esportiva e financeira que conhecemos, o Paris Saint-Germain conviveu com contratações e protagonistas um tanto quanto 'aleatórios', por assim dizer.

Se hoje o clube da capital francesa está acostumado com grandes estrelas como Di María, Mbappé e Neymar, bem, a realidade era bastante diferente há 12 ou 15 anos atrás.

A seguir, listamos 6 jogadores que já vestiram a camisa do PSG, mas que pouca gente se lembra:

1. Marcelo Gallardo

The new Paris' Argentinian midfielder Ma | JACK GUEZ/Getty Images
The new Paris' Argentinian midfielder Ma | JACK GUEZ/Getty Images

Melhor treinador do futebol sul-americano na atualidade, Marcelo Gallardo, de vida profundamente ligada ao River Plate (seu clube formador), teve passagens breves pelo futebol europeu.

A primeira delas foi pelo Mônaco, clube que defendeu por quatro temporadas entre 1999 e 2003. A segunda delas foi pelo rival monegasco, Paris Saint-Germain: atuou por lá entre 2006 e 2007. Jogou 28 partidas pelo time da capital francesa, anotando dois gols.

2. Éverton Santos

Fluminense v Figueirense - Brasileirao Series A 2014 | Buda Mendes/Getty Images
Fluminense v Figueirense - Brasileirao Series A 2014 | Buda Mendes/Getty Images

Ligamos o modo 'BIZARRAMENTE ALEATÓRIO' nessa, não é mesmo? Atualmente no Figueirense, o atacante Éverton Santos é um verdadeiro andarilho da bola, já tendo atuado em diversos mercados alternativos como Índia, Japão e Coréia do Sul.

Sua única experiência na Europa foi com a camisa do PSG, entre os anos de 2008 e 2009. Fez apenas três partidas oficiais pelo clube francês.

3. Ceará

Paris Saint-Germain's Brazilian defender | FRANCK FIFE/Getty Images
Paris Saint-Germain's Brazilian defender | FRANCK FIFE/Getty Images

Marcos Vênancio de Albuquerque, popularmente conhecido como Ceará, teve uma carreira bem interessante com a camisa do PSG. Ele foi contratado pelo clube francês em 2007, logo depois de ser campeão do Mundial de Clubes pelo Internacional, e passou cinco longos anos por lá.

Foram quase 200 partidas disputadas e três títulos conquistados, sendo o mais relevante deles a Copa da França de 2008/09.

4. Cristian 'Cebola' Rodríguez

AEK's Italian defender Bruno Cirillo (L)... | JACK GUEZ/Getty Images
AEK's Italian defender Bruno Cirillo (L)... | JACK GUEZ/Getty Images

Mais uma do fundo do baú! Revelado pelo Peñarol no início dos anos 2000, o meia uruguaio teve sua primeira experiência fora da América do Sul justamente com a camisa parisiense, ainda em 2005, quando o clube nem sonhava em ser a potência que é hoje.

Cebola Rodríguez passou três temporadas em Paris e disputou 49 partidas oficiais pelo clube, anotando três gols e distribuindo seis assistências. Segue em atividade atualmente, aos 35 anos de idade, vestindo a camisa da equipe que o formou.

5. Aloísio Chulapa

FOOT-L1-PSG-NICE | MARTIN BUREAU/Getty Images
FOOT-L1-PSG-NICE | MARTIN BUREAU/Getty Images

Essa é de explodir a cabeça, não?

Antes mesmo de conquistar o Mundo e o tricampeonato brasileiro pelo São Paulo em meados dos anos 2000, o experiente e irreverente centroavante já havia experimentado a sensação de atuar na Europa. Sua primeira experiência no Velho Continente foi em 1999, pelo Saint-Étienne. Se destacou lá e acabou entrando no radar do PSG, que o contratou em 2001 para atuar ao lado de seu compatriota, Ronaldinho Gaúcho. Que tal essa parceria?

6. Nenê

Paris Saint Germain FC v Stade Rennais FC - Ligue 1 | John Berry/Getty Images
Paris Saint Germain FC v Stade Rennais FC - Ligue 1 | John Berry/Getty Images

Fechamos essa lista com um exemplo que, talvez, esteja mais fresco na memória dos fãs de futebol. Atualmente no Fluminense, o armador passou longos anos atuando na Europa, passando por diferentes mercados como Espanha, Inglaterra e França.

Em solo francês, vestiu as camisas de Mônaco e PSG, chegando a ser eleito o melhor jogador da Ligue 1 de 2010/11. Saiu do clube da capital sem títulos conquistados, já que bateu na trave em diversas competições.