As 6 expulsões mais inquestionáveis do futebol nos últimos anos

·3 minuto de leitura

Nem toda expulsão costuma ser justa no futebol. Pelo contrário, alguns cartões vermelhos viram foco de discussões acaloradas. Por exemplo: a polêmica saída de Rodinei, do Internacional, no decisivo jogo contra o Flamengo, até hoje não é vista como decisão unânime. Apesar de alguns critérios subjetivos serem levados em consideração, algumas advertências são simplesmente inquestionáveis. E é sobre essas que iremos falar hoje. Acompanhe.

1. Gabriel Jesus na Copa América

Camisa 9 recebeu cartão vermelho imediatamente | MB Media/Getty Images
Camisa 9 recebeu cartão vermelho imediatamente | MB Media/Getty Images

Nas quartas de final da Copa América, Gabriel Jesus acertou o rosto do adversário chileno com o pé. A altura da perna, somada ao restante da entrada violenta, não deixou margem para questionamento: o camisa 9 merecia ter sido expulso diretamente.

2. William Arão expulso no jogo 300

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Em sua partida de número 300, o volante William Arão recebeu um cartão vermelho após lance semelhante ao de Gabriel Jesus. À época, o jogador do Flamengo levantou demais a perna e atingiu o rosto do adversário. O lance "criminoso" não poderia ter sido punido de outra forma...

3. Danielsson expulso na Eurocopa

Entrada violenta resultou em expulsão imediata | LEE SMITH/Getty Images
Entrada violenta resultou em expulsão imediata | LEE SMITH/Getty Images

O zagueiro sueco Marcus Danielsson atingiu o atacante ucraniano Besedin com um carrinho no joelho, e acabou sendo expulso diretamente. As fortes imagens, sobretudo em câmera lenta, mostram a intensidade do impacto - o joelho do ucraniano praticamente "virou". Sem espaços para qualquer discussão.

4. Cartão vermelho para De Ligt

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Quando falamos sobre expulsões nem sempre as causas são "violentas". Às vezes, a simples imprudência acarreta prejuízos imensuráveis. Nesse sentido, vale citar o cartão recebido pelo zagueiro holandês De Ligt, que colocou a mão na bola próxima da área. A consequência direta do ato foi o desfalque crucial ao time nacional, que não conseguiu conter o ímpeto da República Tcheca na Euro.

5. Bruno Gomes: dois amarelos em cinco minutos

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Expulsão e Bruno Gomes estão sendo praticamente sinônimos neste início de Série B. Na partida contra o Goiás, o jovem jogador do Vasco da Gama conseguiu a proeza de ser expulso em cinco minutos. Foram duas entradas violentas, infantis e que poderia ter sido evitadas.

6. Allan e a saga das expulsões

Jogador possui importantes expulsões na conta | Pool/Getty Images
Jogador possui importantes expulsões na conta | Pool/Getty Images

Vivendo situação semelhante a de Bruno Gomes, Allan também tem sido expulso regularmente. Na partida contra o Santos, o volante do Atlético-MG atingiu o rosto de Kaio Jorge e recebeu o segundo cartão amarelo. O desfalque foi tão sintomático que, no lance seguinte, o Peixe ampliou o placar. Um pouquinho mais de controle evitaria tudo isso!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos