Sua axila diz muito sobre a sua saúde: 6 dicas para um detox

Marcela Rodrigues
·3 minuto de leitura
Observe o cheiro, a cor, permita-se transpirar e aposte em esfoliações!
Observe o cheiro, permita-se transpirar e aposte em esfoliações!

Eu já contei aqui que não uso anti-transpirantes há quase dez anos. Motivos: permitir que meu corpo elimine mais toxinas por meio da transpiração, evitar mais ingredientes suspeitos para dentro do meu corpo e no meio ambiente, além de evitar coceiras e alergias que eram recorrentes... Resultado (além de menos impacto ambiental): neste processo passei a compreender que nossa axila diz muito sobre a nossa saúde.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Detalhes como aparência, o cheiro e até mesmo a intensidade do suor dizem muito sobre o funcionamento do nosso organismo. Você repara nestes sinais?

Sinais básicos: cheiro, cor da pele e até intensidade do suor

Axila: mensageira da saúde
Axila: mensageira da saúde

Pensar em axila é pensar em suor. Então vamos começar por ele. “O suor é uma forma de excreção importante. É como nosso meio interno se comunica com o externo. Assim como urina, fezes, menstruação...e até emoções, como choro. Quanto mais isso tudo flui, menos intensidade de toxinas a gente guarda em nosso corpo”, explica Maira Salomão, terapeuta ayurveda e instrutora da escola Saúde Elementar.

Se a região estiver escura e arroxeada, pode ser um sinal de que alguns órgãos estão sobrecarregados, principalmente o fígado. “Neste caso, o ideal também é prestar atenção na alimentação. Seguir dietas de descanso para os órgãos, sem refinados e industrializados, alimentos pesados como carnes e gorduras”, explica a terapeuta. Já as descamações podem estar relacionadas a alergias a produtos, falta de higiene ou até fungos. Confira alguns cuidados para manter a saúde das axilas em dia.

E observe seu cheiro: “Quando ele está muito ácido, é sinal que o corpo esta trabalhando para expurgar coisas do nosso corpo. Vale observar se houve exagero com alimentação ou bebidas alcóolicas”, diz Maira. A indicação, neste caso, é tirar alguns dias na semana para se alimentar de maneira mais natural, retirando os industrializados e refinados da dieta, e bebendo mais líquido.

Nossa axila merece ser tratada com mais carinho, não acham? Confira dicas práticas para o dia a dia:

6 dicas para um detox das axilas

Esfoliar é um cuidado especial com a região
Esfoliar é um cuidado especial com a região
  • Permita-se transpirar! Quando bloqueamos a transpiração nesta área, é como se também impedíssemos que ela respirasse. Faça exercícios e evite anti-transpirantes;

  • Aliás, fique longe de produtos com ingredientes considerados suspeitos de serem nocivos à saúde, e que são bem comuns em desodorantes, como alumínio, alguns tipos de parabenos, triclosan e fragrâncias sintéticas;

  • Faça uma esfoliação! Vale usar as mesmas misturinhas que você utiliza na pele do rosto ou corpo: borra de fubá + azeite, cristais de quartzo + óleos vegetais, aveia + água...

  • Sabonetes de argila são ótimos para ajudar na prevenção de fungos. Aliás, são essenciais na rotina de quem está na transição para desodorantes naturais pois ajudam a controlar a proliferação de bactérias e, logo, o mau cheiro.

  • Hidrate: se você hidrata as pernas, o rosto, as mãos...porque não as axilas. A hidratação ajuda a manter a área macia e em um tom mais homogêneo.

  • Ao menos uma vez por semana fique sem usar nenhum tipo de produto. Nenhum!

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube