6 destaques do nono título alemão consecutivo do Bayern de Munique

·3 minuto de leitura

O que a Juventus estabeleceu em solo italiano na temporada passada, o Bayern de Munique conseguiu repetir na atual: com duas rodadas de antecedência, o gigante da Baviera sagrou-se eneacampeão alemão. Os nove títulos nacionais consecutivos estabeleceram um feito inédito no país, afinal, nenhum clube na história da Alemanha havia conseguido emplacar tantas conquistas em sequência.

A seguir, destacamos quem foram os seis principais destaques de mais um troféu de Bundesliga vencido pelo todo poderoso Bayern:

6. Hans-Dieter Flick

Flick se despede do Bayern de Munique com mais uma taça | Alexander Hassenstein/Getty Images
Flick se despede do Bayern de Munique com mais uma taça | Alexander Hassenstein/Getty Images

Responsável por assumir o comando do técnico do Bayern após a saída de Niko Kovač - com a temporada 2019/20 em andamento -, Flick conduziu o clube alemão ao período mais vitorioso de sua história em termos de títulos conquistados em um curto espaço do tempo.

A temporada 2020/21 não foi tão emblemática como a passada, mas foi grande o suficiente para garantir mais uma taça erguida 'com louvor' em seu currículo. Marcou época no clube e deixará saudade no torcedor.

5. Kingsley Coman

Coman fez um primeiro turno de Bundesliga simplesmente soberbo | CHRISTOF STACHE/Getty Images
Coman fez um primeiro turno de Bundesliga simplesmente soberbo | CHRISTOF STACHE/Getty Images

O ponta francês aprimorou os "pontos fracos" de seu jogo (tomada de decisão e finalização) e atingiu, desde a temporada passada, um nível muito alto de performances e maturidade.

Fez uma espetacular primeira metade de temporada, depois caiu um pouco de rendimento, mas sem suas grandes exibições no turno inicial do Alemão, o resultado final da competição poderia ter sido diferente.

4. Joshua Kimmich

Kimmich é o dono do meio-campo do Bayern de Munique | ANDREAS GEBERT/Getty Images
Kimmich é o dono do meio-campo do Bayern de Munique | ANDREAS GEBERT/Getty Images

Ele foi eleito o melhor meio-campista do futebol europeu na temporada passada e, na atual, só aprimorou seu nível de excelência. É o regista do time e parece onipresente em campo, muito em função de sua inteligência tática e perfeita leitura de jogo. Excelente no apoio e na contenção também, é um jogador completo. O cérebro do Bayern.

3. Thomas Müller

Thomas Müller, o homem das assistências | Alexander Hassenstein/Getty Images
Thomas Müller, o homem das assistências | Alexander Hassenstein/Getty Images

Se Kimmich é o cérebro do Bayern, Thomas Müller é o coração. Visceral, intenso, chato de enfrentar, extremamente regular e eficiente, o atacante caminha para mais uma temporada de 40 participações diretas para gols de sua equipe. Este foi o seu décimo título alemão como jogador bávaro, sem dúvida um dos atletas deste elenco mais identificados com o clube.

Ele entrega tudo quando está em campo e, também por isso, é venerado na Baviera. Um craque silencioso e ainda subestimado, apesar dos quase 12 anos de alto nível como profissional.

2. Manuel Neuer

Neuer voltou à velha forma e fez uma grande Bundesliga | Alexander Hassenstein/Getty Images
Neuer voltou à velha forma e fez uma grande Bundesliga | Alexander Hassenstein/Getty Images

A linha defensiva do Bayern de Munique teve muitos problemas na atual temporada, tanto que os números gerais do setor no campeonato nacional não foram bons. E eles poderiam ter sido ainda piores não fosse a grande temporada de Manuel Neuer, que voltou ao nível espetacular que nos acostumamos a acompanhar. Não foram poucos os pontos conquistados 'no limite' pelo gigante da Baviera nesta Bundesliga graças às intervenções do arqueiro alemão, um dos melhores do mundo da posição.

1. Robert Lewandowski

Lewandowski está na perseguição ao recorde histórico de Gerd Müller | Alexander Hassenstein/Getty Images
Lewandowski está na perseguição ao recorde histórico de Gerd Müller | Alexander Hassenstein/Getty Images

Vivendo o auge de sua forma física e técnica aos 32 anos, Lewandowski vem provando que idade é só um número. Melhor do mundo em 2019/20 - quando anotou surreais 55 gols -, o centroavante polonês manteve o faro artilheiro apuradíssimo na atual temporada e já soma 46 gols em 39 jogos. São 39 bolas na rede no Alemão, estando a um gol de igualar o recorde histórico de Gerd Müller. Vale lembrar que ainda temos duas rodadas de Bundesliga pela frente. Será que vem aí?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos