6 candidatos a carrascos de clubes brasileiros nas oitavas da Libertadores

·4 minuto de leitura

A competição de clubes mais importante do continente está de volta. Após longas semanas de espera, a Conmebol Libertadores volta a ter bola rolando na noite desta terça-feira (13), com três clubes brasileiros encarando rivais tradicionais do futebol sul-americano.

Nossa torcida, sem dúvida, é para que todos os seis representantes do futebol brasileiro avancem às quartas de final, mas isso não será uma tarefa fácil: vários confrontos prometem ser "cardíacos" pela qualidade e competitividade do adversário envolvido, e inúmeros são os perigos que os times tupiniquins terão pela frente a partir de agora, nos duelos eliminatórios.

Pensando nisso, elencamos os 6 candidatos a "carrascos" dos clubes brasileiros nas oitavas da Libertadores, jogadores com os quais é preciso ter muito cuidado desde o primeiro minuto de jogo.

1. Atlético-MG x Boca Juniors: Sebastián Villa

Villa é o jogador mais perigoso do ataque do Boca | Pool/Getty Images
Villa é o jogador mais perigoso do ataque do Boca | Pool/Getty Images

O Boca Juniors está desfalcado de peças importantes como Frank Fabra, Cardona, Almendra e Salvio, ausências que aumentam a responsabilidade dos "medalhões" remanescentes à disposição de Miguel Ángel Russo. O mais perigoso deles é, sem dúvida, o ponta Sebástian Villa: agudo, veloz e insinuante, é o artilheiro do time na temporada.

Por suas características e qualidade técnica, é um forte candidato a carrasco do Galo na eliminatória. Vale lembrar que o clube mineiro chegou a buscar informações sobre o atleta para contratá-lo em janelas anteriores.

2. Cerro Porteño x Fluminense: Claudio Aquino

Aquino é o principal jogador do Cerro | YURI CORTEZ/Getty Images
Aquino é o principal jogador do Cerro | YURI CORTEZ/Getty Images

Essa era óbvia, né? Claudio Aquino é experiente e calejado, além de ser o jogador mais decisivo em termos técnicos deste atual elenco do Cerro Porteño, com média de uma participação direta para gols da equipe a cada dois jogos. Para completar o combo, o meia ofensivo ainda tem ligação com o Fluminense: teve uma breve e polêmica passagem pelas Laranjeiras em 2016, encerrada após poucos meses.

Qualidade + possibilidade de "lei do ex" fazem do armador o candidato principal a carrasco do time carioca neste confronto.

3. São Paulo x Racing: Tomás Chancalay

Jovem atacante faz uma boa temporada pelo Racing | Pool/Getty Images
Jovem atacante faz uma boa temporada pelo Racing | Pool/Getty Images

Veloz e bom finalizador, o jovem ponta de 22 anos é o principal destaque do Racing atualmente. Atuando no clube via empréstimo - seu passe pertence ao Colón -, Tomás Chancalay soma 10 gols em 20 partidas, ou seja, é um perigo a ser monitorado de perto pela defesa do São Paulo. Cinco desses gols foram anotados na atual campanha da Libertadores, por sinal.

Importante destacar que o atacante atua justamente pelo setor de Diego Costa, um dos nomes mais questionados da zaga tricolor.

4. Universidad Católica x Palmeiras: Fernando Zampedri

Veterano Zampedri tem bons números na temporada | Marcelo Endelli/Getty Images
Veterano Zampedri tem bons números na temporada | Marcelo Endelli/Getty Images

Essa também já era esperada, afinal de contas, Fernando Zampedri é um dos nomes mais conhecidos deste elenco da Universidad Católica. Trata-se de um centroavante experiente, forte, de bom posicionamento e qualidade nas finalizações, com sete gols marcados em 13 jogos na temporada.

É o jogador da Católica que mais demanda atenção do sistema defensivo do Palmeiras, setor que têm oscilado bastante nas últimas semanas: são oito gols sofridos nos últimos seis compromissos oficiais.

5. Defensa y Justicia x Flamengo: Walter Bou

Walter Bou é o artilheiro da equipe na Libertadores | Pool/Getty Images
Walter Bou é o artilheiro da equipe na Libertadores | Pool/Getty Images

O Defensa pode até ter perdido uma de suas referências ao ver Braian Romero assinar com o River Plate, mas isso não significa, necessariamente, que a equipe de Beccacece está carente de opções ofensivas. Não mesmo.

Ex-Boca Juniors, o bom centroavante Walter Bou, de 27 anos, é o principal artilheiro do Defensa na competição com 4 gols, além de ser o jogador com mais participações diretas para tentos do time na temporada: 13 em 17 partidas.

Será que a instável zaga do Flamengo tem um plano para contê-lo?

6. Olimpia x Internacional: Jorge Eduardo Recalde

Recalde é muito técnico | NORBERTO DUARTE/Getty Images
Recalde é muito técnico | NORBERTO DUARTE/Getty Images

Meia-atacante paraguaio, Jorge Eduardo Recalde ainda não foi às redes nesta edição da Libertadores, mas tem sido imprescindível ao Olimpia em termos criativos, pensando o jogo e com várias das jogadas agudas de sua equipe passando diretamente por seus pés. Soma 3 assistências em seis jogos disputados na edição.

Para o Internacional confirmar seu favoritismo diante do tradicional rival paraguaio, será importante neutralizar o camisa 28.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos