6 campeões da Sul-Americana que não são de Brasil ou Argentina

·2 minuto de leitura

Desde 2002, há certa alternância no que diz respeito aos campeões da Copa Sul-Americana, afinal, clubes brasileiros e argentinos exerceram domínio entre os vencedores. Acontece que, como toda regra conhece sua exceção, resolvemos listar seis equipes que saíram vitoriosas do torneio continental e que não pertencem ao eixo mencionado. Acompanhe.

1. Cienciano (Peru) - 2003

Taça da Sula é considerada a mais importante da história do clube | AFP/Getty Images
Taça da Sula é considerada a mais importante da história do clube | AFP/Getty Images

Tido como o maior título da história do clube, o Cienciano venceu ninguém menos que o poderoso River Plate na grande decisão. Depois do empate em 3 a 3 na primeira partida, os peruanos estavam determinados na missão de levar a taça e venceram o segundo confronto por 1 a 0, triunfando no placar agregado.

2. Pachuca (México) - 2006

Pachuca venceu de virada na edição daquele ano | CLAUDIO POZO/Getty Images
Pachuca venceu de virada na edição daquele ano | CLAUDIO POZO/Getty Images

Após deixar o Athletico-PR comendo poeira na semifinal daquele ano, o Pachuca superou o Colo-Colo na briga pelo título. Mexicanos e chilenos empataram em 1 a 1 no primeiro encontro, mas o resultado do segundo jogo não deixou margem para discussão: 2 a 1 favorável aos grandes vencedores daquela temporada.

3. LDU (Equador) - 2009

Festa teve o Maracanã como palco | Patricio Realpe/Getty Images
Festa teve o Maracanã como palco | Patricio Realpe/Getty Images

Torcedores do Fluminense têm pesadelo com esta final, principalmente com relação ao primeiro duelo: 5 a 1 para os rivais de Quito. O Tricolor das Laranjeiras teve a chance de se redimir, porém anotou "somente" 3 a 0 e não conseguiu tirar a enorme vantagem da LDU. Os equatorianos fizeram festa em pleno Maracanã. De novo...

4. Universidad de Chile (Chile) - 2011

U de Chile não deixou margem para discussão | Marcelo Hernandez/Getty Images
U de Chile não deixou margem para discussão | Marcelo Hernandez/Getty Images

Depois de ultrapassar o Vasco da Gama na semifinal, a Universidad de Chile simplesmente destruiu a LDU na disputa pela taça: 4 a 0 no placar agregado. À época, o time chileno era comandado por ninguém menos que Jorge Sampaoli, sendo esta a primeira grande (e vitoriosa!) experiência do irreverente treinador argentino.

5. Santa Fe (Colômbia) - 2015

Final foi decidida nos pênaltis | Felipe Caicedo/Getty Images
Final foi decidida nos pênaltis | Felipe Caicedo/Getty Images

Huracán e Santa Fe chegaram à final com propriedade. Acontece que a decisão não teve lá tanta emoção assim. Após dois empates sem gols, os colombianos triunfaram nos pênaltis, por 3 a 1.

6. Independiente Del Valle (Equador) - 2019

Del Valle foi campeão após vencer em jogo único | Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images
Del Valle foi campeão após vencer em jogo único | Chris Brunskill/Fantasista/Getty Images

Curiosamente, os dois envolvidos no confronto decisivo deixaram clubes brasileiros para trás: o Del Valle venceu o Corinthians na semifinal, enquanto o Colón triunfou diante do Atlético-MG. Na primeira final disputada em jogo único, melhor para os equatorianos, que venceram por 3 a 1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos