Técnico exalta domínio do Shakhtar, e lamenta derrota para Roma

EFE

Roma, 13 mar (EFE).- O técnico do Shakhtar Donetsk, Paulo Fonseca, lamentou nesta terça-feira que a equipe ucraniana tenha "dominado" a Roma e perdido por 1 a 0, resultado que representou a classificação do time italiano para as quartas de final da Liga dos Campeões.

"A Roma aproveitou ao máximo uma só ocasião, o Shakhtar dominou toda a partida, teve 62% de posse e jogou no campo da Roma apesar de estar com dez homens na parte final", afirmou o português na entrevista coletiva posterior ao jogo.

O duelo no Estádio Olímpico foi decidido com um gol do bósnio Edin Dzeko. O Shakhtar terminou a partida com dez em campo após a expulsão do zagueiro ucraniano Ivan Ordets.

"Dzeko, por ter marcado o único gol da partida, obviamente foi fundamental. A Roma não teve muitas chances, nós controlamos a posse e jogamos muito no ataque. Poderíamos ser mais incisivos", analisou.

Questionado se permanecerá no clube na próxima temporada, Paulo Fonseca disse que se sente à vontade na Ucrânia, mas que ainda é cedo para dar uma resposta definitiva.

Fonseca se disse decepcionado pela falta de pontaria da equipe nesta terça-feira, mas ressaltou que o futebol ucraniano "não tem o nível do espanhol, do italiano ou do inglês" e que isso obriga o Shakhtar a apostar em muitos jovens, que podem acabar errando pela falta de experiência. EFE


Leia também