5G deve atingir 1,3 bilhão de conexões até o final do ano

·2 min de leitura
5G deve atingir 1,3 bilhão de conexões até o final do ano
5G deve atingir 1,3 bilhão de conexões até o final do ano

Cerca de 1,3 bilhão de conexões 5G devem ser feitas até o final de 2022, segundo a Omdia. Atualmente, existem cerca de 521 milhões de conexões globais desse tipo, o que corresponde a um aumento de 139% em relação aos dados de 2020. Somente na América do Norte, o crescimento foi de 292%, atingindo 72 milhões de conexões.

“Concluímos a fase inicial dessa geração de tecnologia celular sem fio e agora, os consumidores e as empresas estão adotando a 5G rapidamente e encontrando novas formas de usar a conectividade móvel”, disse o presidente de 5G Americas, Chris Pearson.

Em ritmo acelerado

Dados da Omdia mostram que o tipo de conexão deve crescer praticamente 100% em 2023, passando para 2 bilhões de conexões, com uma previsão de atingir 4,8 bilhões até o final de 2026. Desse montante, a América do Norte deve representar 516 milhões de conexões e a América Latina e Caribe 301 milhões.

Tecnologia 5G
Mesmo com grande expectativa em relação ao 5G, 4G ainda domina as conexões e continuará dominando neste ano na América Latina. Imagem: Fit Ztudio

Hoje, a maioria das operadoras dos Estados Unidos possui cobertura acima de 70%. Em 2021, a cobertura 5G cresceu muito entre as três principais operadoras, cada uma atingindo 70%.

Leia mais:

4G predomina na América Latina

Embora a América Latina e o Caribe possam ter 301 milhões de conexões 5G até 2026, a 4G LTE ainda é a maior tecnologia celular sem fio da região e atualmente conta com 495 milhões de conexões. Isso representa 17% de crescimento anual com 72,6 milhões de novas conexões LTE na comparação anual.

Segundo a Omdia, neste ano, a América Latina e o Caribe devem continuar registrando forte crescimento de 4G LTE, com 43,2 milhões de novas conexões – enquanto a adoção da 5G começa a ultrapassar a 4G LTE.

“Com os reguladores locais alocando novas frequências, a 5G continua ampliando sua presença na América Latina e no Caribe. Com maior cobertura 5G, essa nova geração de comunicações móveis oferece muitos recursos técnicos que devem beneficiar os cidadãos da região. Em geral, a 4G LTE continua fornecendo banda larga móvel de alta qualidade durante uma pandemia que destacou a importância de serviços de comunicação confiáveis”, afirmou José Otero, Vice-Presidente da 5G Americas para a América Latina e Caribe.

Os dados da TeleGeography and 5G Americas revelam 216 redes comerciais em operação usando a nova tecnologia. O número deve atingir 330 até o final deste ano e 352 até 2024, representando o forte investimento em redes 5G em várias regiões.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos