5 técnicos que podem assumir o Bayern de Munique no lugar de Hansi Flick

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

O Bayern de Munique desaprovou publicamente as declarações dadas por Hansi Flick após a partida contra o Wolfsburg neste final de semana, afirmando que as negociações pela permanência ainda estão em curso. Contudo, o fato é que o jovem treinador não seguirá no comando do Gigante da Baviera para 2021/22, decisão já tomada pelo próprio, com motivações de caráter pessoal.

Pensando nisso, listamos a seguir 5 nomes que podem pintar na Allianz Arena para a próxima temporada:

1. Julian Nagelsmann

Técnico do Leipzig é um dos favoritos nos bastidores bávaros | Boris Streubel/Getty Images
Técnico do Leipzig é um dos favoritos nos bastidores bávaros | Boris Streubel/Getty Images

Colocamos o jovem técnico do RB Leipzig na primeira posição nesta lista pois ele une três fatores considerados primordiais: 1) é bem avaliado nos bastidores do Bayern; 2) tem ideias de futebol que condizem com a filosofia do clube vermelho; 3) apesar de estar empregado, tirá-lo do Leipzig não seria uma tarefa hercúlea em termos de convencimento.

De momento, desponta como o favorito.

2. Jürgen Klopp

Klopp é o 'nome dos sonhos' na Baviera | Shaun Botterill/Getty Images
Klopp é o 'nome dos sonhos' na Baviera | Shaun Botterill/Getty Images

Jürgen Klopp tem o currículo, tem o DNA do jogo ofensivo, é um velho admirador do Bayern de Munique e é muito apreciado nos bastidores do atual octacampeão alemão, como revelamos neste artigo aqui.

O que nos faz colocá-lo como segundo nesta lista é o fato de que tirá-lo do Liverpool é um movimento teoricamente mais complexo e delicado do que tirar Nagelsmann do RB Leipzig. O clube inglês é um gigante do futebol mundial e tem o técnico alemão como estrela de seu projeto.

3. Erik ten Hag

Holandês faz grande trabalho no Ajax | BSR Agency/Getty Images
Holandês faz grande trabalho no Ajax | BSR Agency/Getty Images

O técnico de 51 anos faz um excelente trabalho no Ajax e, desde o final da temporada 2018/19, vê seu nome sendo ligado a outros gigantes europeus. Chegou a ser ventilado no Barcelona, mas acabou permanecendo em Amsterdã.

Cada vez mais maduro e com o currículo mais amplo, parece pronto para dar o salto e comandar uma potência do Velho Continente. Nesse sentido, o Bayern desponta como uma bela oportunidade: ele já conhece o clube, afinal, comandou o Bayern B durante duas temporadas (2013 a 2015).

4. Massimiliano Allegri

Allegri está livre no mercado desde que deixou a Juventus | Tullio M. Puglia/Getty Images
Allegri está livre no mercado desde que deixou a Juventus | Tullio M. Puglia/Getty Images

As equipes do 'Mister' Allegri não jogam o futebol mais vistoso do mundo, mas uma coisa você pode ter certeza: elas são organizadas e competitivas. Altamente competitivas, na verdade. Isso ajuda a explicar o porquê de Max ter conquistado seis edições de Série A Tim na carreira, a primeira delas com o Milan, em 2010/11.

O estilo pragmático de seu jogo não dialoga tanto com o Bayern, mas o fato de ser experiente, vencedor e estar livre no mercado fazem do italiano uma opção a ser considerada.

5. Ralf Rangnick

Rangnick é muito respeitado em solo alemão | ODD ANDERSEN/Getty Images
Rangnick é muito respeitado em solo alemão | ODD ANDERSEN/Getty Images

Rangnick é um profissional altamente respeitado em solo alemão por suas façanhas recentes como gestor/diretor esportivo/treinador de clubes como Hoffenheim e RB Leipzig. Esteve em vias de fechar com o Milan, mas os italianos desistiram do negócio em cima da hora.

Suas credenciais são infinitas e muito por elas seu nome aparece nesta lista. São quase 40 décadas de experiência no futebol alemão, uma vida inteira dedicada ao esporte e ao seu estudo.