5 técnicos desempregados que recusaram propostas recentemente

Antonio Mota
·2 minuto de leitura

Aceitar o desafio que pintar ou esperar um projeto mais ‘atrativo’? Em meio à invasão de treinadores estrangeiros e ao ‘choque de gerações’, o futebol brasileiro tem visto vários dos seus técnicos serem colocados em segundo plano nas últimas temporadas. Porém, no meio dessa nova realidade, há comandantes que, mesmo livres no mercado, optaram por recusar ofertas para voltar à beira do campo. Confira:

1. Fernando Diniz (Fortaleza)

Fernando Diz não aceitou treinar o Fortaleza. | Miguel Schincariol/Getty Images
Fernando Diz não aceitou treinar o Fortaleza. | Miguel Schincariol/Getty Images

Após demitir Enderson Moreira, o Fortaleza olhou para o mercado de treinadores e tentou contratar Fernando Diniz, ex-São Paulo. Livre no mercado desde que o último mês de fevereiro, o treinador agradeceu, mas recusou a oferta do Leão.

2. Renato Portaluppi (Arábia)

Após deixar o Grêmio, Renato Portaluppi recebeu um convite da Arábia, mas disse ‘não’. | Silvio Avila/Getty Images
Após deixar o Grêmio, Renato Portaluppi recebeu um convite da Arábia, mas disse ‘não’. | Silvio Avila/Getty Images

A disposição do mercado desde que rompeu com o Grêmio, Renato Portaluppi recusou uma proposta milionária da Arábia Saudita para continuar no Brasil, segundo declaração de seu amigo Müller. “Renato Gaúcho tem um sonho. Ele me disse: ‘O único clube que eu gostaria de treinar é o Flamengo. É um timaço, está no Rio, minha casa, minha família está ali’. Ele recusou 20 milhões por ano da Arábia. Se fosse para ele escolher, prioridade é o Flamengo”, declarou, em entrevista à TV Gazeta (via Coluna do Fla).

3. Zé Ricardo (Vasco)

Zé Ricardo não trabalha no futebol há um bom tempo. | Gabriel Rossi/Getty Images
Zé Ricardo não trabalha no futebol há um bom tempo. | Gabriel Rossi/Getty Images

Com passagens por Flamengo, Vasco, Botafogo, Fortaleza e Internacional (seu último clube), Zé Ricardo não trabalha desde 2019. Nos últimos tempos, porém, ele recusou algumas propostas de clubes do Brasil, incluindo uma do próprio Gigante da Colina.

4. Dorival Júnior (Sport)

Dorival Júnior recusou uma proposta do Sport. | Bruna Prado/Getty Images
Dorival Júnior recusou uma proposta do Sport. | Bruna Prado/Getty Images

Sem perder tempos após dispensar Jair Ventura, o presidente do Sport agiu rápido e afirmou que Dorival Júnior seria o novo treinador do clube. O acordo, porém, não aconteceu. O técnico não aceitou comandar o Leão da Ilha.

5. Tiago Nunes (Cuiabá)

Hoje no Grêmio, Tiago Nunes recusou o Cuiabá tempos atrás. | Miguel Schincariol/Getty Images
Hoje no Grêmio, Tiago Nunes recusou o Cuiabá tempos atrás. | Miguel Schincariol/Getty Images

Em preparação para a Série A do Campeonato Brasileiro de 2021, o Cuiabá tentou a contratação de Tiago Nunes, ex-Athletico-PR e Corinthians. O treinador, que hoje comanda o Grêmio, no entanto, não aceitou o desafio.