5 promessas que se destacaram na Euro Sub-21 e decepcionaram como profissionais

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Grandes nomes do futebol europeu despontaram no esporte na Euro Sub-21: Manuel Neuer, Andrea Pirlo, Xavi Hernández e Fracesco Totti são apenas alguns exemplos. Por outro lado, nem sempre as expectativas são confirmadas sobre jovens promessas. Confira quatro jogadores que se destacaram no torneio, mas decepcionaram como profissionais.

1. Royston Drenthe - Holanda (2007)

Drenthe teve bom início de carreira no Feyenoord. | Soccrates Images/Getty Images
Drenthe teve bom início de carreira no Feyenoord. | Soccrates Images/Getty Images

Campeão e melhor jogador da Euro sub-21 em 2007, Drenthe teve um início de carreira promissor no Feyenoord. Após se destacar pela Holanda, chamou atenção do Real Madrid e rumou ao Santiago Bernabéu. O meia não conseguiu se firmar e acabou passando por diversos clubes com desempenho abaixo do esperado.

Ele vestiu a camisa da Laranja Mecânica apenas uma vez como profissional. Atualmente, o atleta de 33 anos está no Racing Murcia, da Espanha.

2. Maceo Rigters - Holanda (2007)

Maceo Rigters foi artilheiro da Euro sub-21 em 2007. | Chris Hyde/Getty Images
Maceo Rigters foi artilheiro da Euro sub-21 em 2007. | Chris Hyde/Getty Images

Artilheiro do torneio sub-21 pela Holanda, Rigters chegou ao Blackburn Rovers em 2007 com altas expectativas. Contudo, o centroavante não correspondeu e acabou acumulando diversas passagens em clubes de menor expressão da Europa. Aposentou-se em 2018 com apenas 21 gols marcados na carreira.

3. Bojan Krkić - Espanha (2007 e 2011)

Bojan foi formado em La Masia. | Scott Taetsch/Getty Images
Bojan foi formado em La Masia. | Scott Taetsch/Getty Images

Bojan carregou o peso do estrelato desde criança. Sem sombra de dúvidas, umas das maiores revelações de La Masia, base do Barcelona. O atacante chamou mais atenção do que o próprio Messi.

Com ataques de pânico em campo e briga com Guardiola, a carreira do jogador foi ficando cada vez mais distante dos holofotes e as expectativas não se confirmaram. Aos 30 anos, ele está sem clube.

Krkić jogou a Euro sub-21 pela Espanha em 2007 e 2011.

4. Marcus Berg - Suécia (2009)

Marcus Berg atualmente no IFK Gotemburgo. | Soccrates Images/Getty Images
Marcus Berg atualmente no IFK Gotemburgo. | Soccrates Images/Getty Images

Com sete gols marcados em quatro jogos, Marcus Berg impressionou o mundo na Euro sub-21 de 2009. Transferiu-se para a Bundesliga e foi defender as cores do Hamburgo SV, mas não obteve sucesso nos gramados da Alemanha. Na Grécia, por outro lado, é lembrado como ídolo por conta da taça conquistada pelo Panathinaikos.

Na seleção da Suécia, esteve presente em 69 partidas e anotou 19 gols. Pela expectativa criada, esperava-se mais do centroavante...

5. Francesc Arnau - Espanha (1998)

Francesc Arnau se aposentou no Málaga. | JORGE GUERRERO/Getty Images
Francesc Arnau se aposentou no Málaga. | JORGE GUERRERO/Getty Images

As expectativas sempre são altas sobre qualquer nome formado na base no Barcelona. Não seria diferente com o goleiro Arnau, que não sofreu nenhum gol na Euro sub-21 de 1998. Seu desempenho, contudo, foi decepcionante no próprio clube culé e o jogador acabou sendo vendido. Em Málaga também não conseguiu conquistar a titularidade e nunca mais voltou a figurar na seleção nacional. Ele se aposentou em 2011.

Quer ficar por dentro de todas as informações sobre a edição atual da Euro sub-21? Confira neste artigo.