As 5 melhores contratações do Real Madrid no século XXI

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

Maior campeão europeu neste século - são seis títulos de Champions somente nos últimos 20 anos -, o Real Madrid se consolidou como a maior potência de mercado do futebol mundial. Raras são as janelas discretas do clube da capital espanhola, que ao longo deste período citado, deu inúmeros 'tiros certos': aquisições que mudaram o patamar da equipe merengue, empilhando taças, recordes e construindo enorme identificação com Madrid e seu torcedor. Com base em critérios como tempo de casa, idolatria, títulos conquistados e legado, listaremos as 5 contratações mais impactantes do Real neste século:


Menções honrosas


Zinedine Zidane and Luis Figo of Real Madrid
Zinedine Zidane and Luis Figo of Real Madrid

No início do século XXI, o Real Madrid emplacava sua era galactica, com contratações de peso como Ronaldo, Beckham, Zidane e Figo. Por peso do nome, os quatro poderiam estar no top-5, mas suas respectivas passagens pela capital espanhola foram bem mais 'pontuais' em comparação aos cinco escolhidos para este ranking. De qualquer forma, vale a menção honrosa: Figo viveu o melhor ano de sua carreira em Madrid e conquistou uma Bola de Ouro como jogador merengue, enquanto Zidane brilhou em suas cinco temporadas na Espanha, construindo uma identificação que posteriormente o levaria ao posto de treinador do Real, cargo que ocupa hoje, empilhando conquistas.


5. Luka Modric


Real Madrid CF v Rayo Vallecano de Madrid - La Liga
Real Madrid CF v Rayo Vallecano de Madrid - La Liga

Dentre os diversos tetracampeões de Champions que integram o elenco atual do Real Madrid, somente dois conquistaram a maior honraria individual do futebol: Cristiano Ronaldo e Luka Modric. O croata já ultrapassou a marca das 330 partidas com a camisa merengue, a qual defende desde 2012. São oito anos de história e performance em alto nível - com destaque para 2018, é claro -, o que lhe garante uma vaga neste top-5.


4. Karim Benzema


Al Ain v Real Madrid: Final - FIFA Club World Cup UAE 2018
Al Ain v Real Madrid: Final - FIFA Club World Cup UAE 2018

O Real Madrid teve Cristiano Ronaldo, Raúl, Puskás, Gento, Santillana, Di Stéfano... A concorrência histórica é pesadíssima mas, ainda assim, Karim Benzema conseguiu: está entre os cinco maiores goleadores da história do clube, com 248 bolas na rede. Contratado pelo clube da capital em 2009, caminha também para adentrar o top-10 de atletas com mais partidas disputadas com a camisa merengue: são 512 jogos oficiais. Soma 18 taças pelo gigante espanhol.


3. Marcelo


Real Madrid CF v Villarreal CF - La Liga
Real Madrid CF v Villarreal CF - La Liga

A missão de substituir Roberto Carlos - para muitos o maior lateral da história do futebol contemporâneo -, não era nada fácil, mas Marcelo a executou com maestria. Contratado para ser o sucessor do lendário camisa 6, o brasileiro revelado pelo Fluminense tornou-se uma nova referência da posição no Velho Continente. Já são 13 anos vestindo a camisa merengue, com 510 jogos disputados e 22 títulos oficiais conquistados. É o terceiro estrangeiro com mais partidas pelo Real, atrás apenas de Benzema e do próprio Roberto Carlos.


2. Sergio Ramos


Real Madrid CF v Villarreal CF - La Liga
Real Madrid CF v Villarreal CF - La Liga

De tão perfeito que é este casamento, poucos se lembram que Sergio Ramos não é fruto da base do Real: ele chegou ao clube em 2005, contratado junto ao Sevilla. A história do camisa 4 se confunde com a história do próprio Madrid, pelo tempo de vínculo, pela trajetória vitoriosa e por ele ser o exemplo perfeito do que é o 'madridismo'. Com 650 partidas oficiais, é o quarto jogador que mais vestiu a camisa merengue, a 91 jogos de igualar a marca de Iker Casillas, o recordista absoluto.


1. Cristiano Ronaldo


UEFA Champions League"Real Madrid v Liverpool FC"
UEFA Champions League"Real Madrid v Liverpool FC"

A primeira posição desse ranking não poderia ser outra. Em seus nove anos de Madrid, Cristiano Ronaldo brincou de fazer gols e quebrar recordes, acumulando artilharias, títulos e honrarias individuais. Foi eleito melhor do mundo quatro vezes como jogador merengue, além de ser o grande nome das quatro conquistas de Champions do clube neste intervalo. Se despediu da Espanha com mais gols (450) do que jogos oficiais (438). Um monstro, o maior da história contemporânea do Real.