As 5 maiores folhas salariais do Brasileirão 2020

Rodrigo Salomao
·3 minuto de leitura

Dinheiro não entra em campo, mas certamente ajuda a montar grandes equipes. No Brasil, não seria diferente. Boa parte dos clubes com alto investimento em salários tem ocupado as primeiras posições da tabela do Brasileirão há alguns anos. Outros, no entanto, começam a mostrar sinal de desarranjo. Mas você sabe quais são as cinco folhas salariais mais altas do país? Com base em informações da ESPN, a gente traz a lista para vocês. Confiram!

5. Corinthians - R$ 11 milhões mensais

2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Bahia Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Bahia Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images

Nosso ranking começa com um "tríplice-empate" na terceira posição. E de todos os cinco clubes citados, o Corinthians é o que mais surpreende por aparecer na lista. Brigando contra o rebaixamento neste primeiro turno do Brasileirão, o Timão foi eliminado na fase prévia da Conmebol Libertadores, perdeu o título paulista para o rival Palmeiras, trocou de técnico e ainda passa por período eleitoral. A receita para ver o investimento pelo ralo já está pronta.

4. Grêmio - R$ 11 milhões mensais

2020 Brasileirao Series A: Santos v Gremio Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus (COVID - | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Santos v Gremio Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus (COVID - | Alexandre Schneider/Getty Images

Sem contar mais com Thiago Neves e Everton Cebolinha na folha de pagamento, o Grêmio desceu para integrar o "bloco dos terceiros lugares". Conta com jogadores que já são ídolos no clube há bastante tempo, como Maicon, Geromel e Kannemann, mas também contratou atletas de relevância no mercado, como Diego Souza e Vanderlei. A tendência é de aumento da folha muito em breve, já que o técnico Renato Portaluppi segue atrás de um centroavante pra reforçar o plantel.

3. São Paulo - R$ 11 milhões mensais

FBL-LIBERTADORES-SAOPAULO-RIVER | FERNANDO BIZERRA/Getty Images
FBL-LIBERTADORES-SAOPAULO-RIVER | FERNANDO BIZERRA/Getty Images

O Tricolor Paulista é mais um dos casos em que o alto investimento não necessariamente acarreta em taças. Passando por uma temporada bastante irregular, o São Paulo tem nomes de muito peso em sua folha, como Daniel Alves, Hernanes e Juanfran, mesclando bastante com atletas oriundos de Cotia. A estratégia, no entanto, ainda não trouxe resultados concretos no futebol da equipe ao longo das competições que disputou em 2020.

2. Palmeiras - R$ 14,1 milhões mensais

2020 Brasileirao Series A: Palmeiras v Ceara Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus (COVID | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Palmeiras v Ceara Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus (COVID | Alexandre Schneider/Getty Images

A queda de Vanderlei Luxemburgo é só uma das mudanças drásticas pelas quais o Palmeiras vislumbra passar a partir de agora. Nos últimos tempos, Dudu, Vitor Hugo, Bruno Henrique e Diego Barbosa deixaram o clube, desonerando a folha em R$ 3,9 milhões. O aproveitamento da base nesse período também tem sido evidente, de modo que a tática mercadológica dos anos anteriores vem em fase de transição.

1. Flamengo - R$ 22 milhões mensais

2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Flamengo Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Flamengo Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images

Líder disparado e absoluto do ranking, o Rubro-Negro colhe os frutos de muitos anos de austeridade e "cinto apertado"para equilibrar suas finanças. Até mesmo quando sofreu a inesperada baixa de Rafinha, agiu rápido no mercado para repor com Isla, que vem dando conta do recado. Tudo porque está com o caixa preparado para investir. Com um elenco repleto de estrelas, não à toa estamos falando do atual campeão brasileiro e da Conmebol Libertadores.