5 jogadores que o torcedor do Fluminense não aguenta mais

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

Pacotão de reforços, salários em dia e fase de grupos da Conmebol Libertadores.

O torcedor do Fluminense está animado com a temporada 2021, e tem motivo para isso. Contudo, alguns atletas do atual elenco não estão 'bem na fita' com os tricolores e convivem diariamente com as críticas e a desconfiança.

A seguir, listamos 5 jogadores que o torcedor do Fluminense não aguenta mais, seja por questões comportamentais ou principalmente por desempenho muito abaixo da média:

1. Danilo Barcelos

Danilo Barcelos não está em alta nas Laranjeiras | Alexandre Schneider/Getty Images
Danilo Barcelos não está em alta nas Laranjeiras | Alexandre Schneider/Getty Images

Sua contratação em meados de 2020 foi simplesmente detonada pelo torcedor tricolor nas redes sociais. Além de sua conhecida dificuldade na marcação e na recomposição, vinha de passagens muito ruins por Vasco (2019) e Botafogo (2020).

Nas Laranjeiras, já apresentou os mesmos velhos problemas no quesito defensivo, sem ao menos compensar no apoio. Nem na bola parada, que é seu ponto forte, se destaca.

2. Egídio

Egídio é um dos titulares mais criticados nas Laranjeiras | Buda Mendes/Getty Images
Egídio é um dos titulares mais criticados nas Laranjeiras | Buda Mendes/Getty Images

O reserva imediato é muito criticado, e o titular também. A lateral-esquerda do Fluminense definitivamente não vive seus melhores dias. Saudade do Carlinhos, não é mesmo, tricolores?

A contratação do veterano Egídio, vindo do rebaixado Cruzeiro, gerou muita polêmica entre os torcedores. Seu nível técnico vem sendo questionado há longa data, apesar do currículo ser pesado. Deixa enormes buracos quando apoia e é muito displicente na marcação. Os adversários, ciente disso, sempre exploram seu setor como bem entendem.

3. Igor Julião

Julião também não agrada o torcedor do Fluminense há tempos | NELSON ALMEIDA/Getty Images
Julião também não agrada o torcedor do Fluminense há tempos | NELSON ALMEIDA/Getty Images

Cria de Xerém, Julião é um personagem importante no meio esportivo por sua consciência coletiva, suas ideias de mundo e posicionamentos.

Contudo, em termos de desempenho, o torcedor tricolor tem motivos de sobra para questioná-lo: entre idas e vindas e múltiplos empréstimos, soma oito anos de clube e menos de 90 partidas oficiais. Seu números são muito modestos e não justificam sua permanência há tanto tempo no Fluminense.

4. Frazan

Zagueiro cometeu sucessivos erros nas últimas chances que recebeu | NELSON ALMEIDA/Getty Images
Zagueiro cometeu sucessivos erros nas últimas chances que recebeu | NELSON ALMEIDA/Getty Images

O zagueiro de 24 anos é mais uma das crias de Xerém que não convencem o torcedor tricolor. Tem muita dificuldade no jogo com os pés e se afoba em lances considerados simples/sob controle, e por isso não passa confiança.

Cometeu falhas técnicas absurdas nas últimas oportunidades que recebeu e dificilmente terá espaço com Roger Machado nesta temporada, já que a zaga tricolor conta com Nino, Luccas Claro, Matheus Ferraz e os recém-chegados Manoel e David Braz.

5. Hudson

Hudson retornou às Laranjeiras, movimento reprovado pelo torcedor | Buda Mendes/Getty Images
Hudson retornou às Laranjeiras, movimento reprovado pelo torcedor | Buda Mendes/Getty Images

O volante de 33 anos foi emprestado ao Fluminense para a temporada 2020 e, apesar de ter enfurecido o torcedor tricolor em vários jogos, parece ter convencido a diretoria do clube de que tem qualidade para estar no elenco que disputará a Libertadores.

Lento, pesado e pouco eficiente na construção do jogo, é o típico "volante antigo" que se tornou obsoleto no futebol contemporâneo. O pior de seu retorno é o fato de que deve implicar na perda de espaço de algum dos jovens talentos tricolores, como André, que deve ser emprestado.

6. Menção honrosa ao avesso: Lucca

Lucca está com o 'sinal amarelo' nas Laranjeiras | Bruna Prado/Getty Images
Lucca está com o 'sinal amarelo' nas Laranjeiras | Bruna Prado/Getty Images

O atacante de 31 anos não entrou nesse top-5 por um detalhe e está com o 'sinal amarelo' junto ao torcedor. Com justiça, foi barrado pelo técnico Roger Machado em detrimento da joia Kayky, que está voando.

Fez alguns gols importantes na reta final do Brasileirão passado e pode ser útil em momentos específicos de jogos pontuais, mas ainda não mostrou futebol para ser titular do Fluminense.