5 jogadores que foram da base do Corinthians e você não sabia

·3 minuto de leitura

O famoso Terrão do Corinthians já deu muitos frutos para o futebol brasileiro e mundial. Entretanto, muitos destes craques não são lembrados pela passagem que tiveram na base do time paulista, mas sim pelo o que iriam produzir ao longo da carreira.

A seguir, elencamos cinco jogadores que foram da base do Timão e você não sabia.

5. Claudinho

Claudinho vestindo a camisa 10 da seleção sub-23 | Srdjan Stevanovic/Getty Images
Claudinho vestindo a camisa 10 da seleção sub-23 | Srdjan Stevanovic/Getty Images

Começaremos com um nome famoso na atualidade, principalmente no futebol brasileiro. O jogador eleito como revelação, craque e artilheiro do campeonato brasileiro de 2020 foi revelado pelo Corinthians. Claudinho, atualmente no RB Bragantino, é um dos mais promissores jogadores do país na atualidade. Pelo Corinthians, ganhou foi vice da Copinha de 2016 e disputou apenas uma partida pelo elenco profissional.

4. Paulo Sérgio

Paulo Sergio atuando pelo Bayern de Munich | Alex Livesey/Getty Images
Paulo Sergio atuando pelo Bayern de Munich | Alex Livesey/Getty Images

Este já é outro patamar. Um dos jogadores importantes na conquista do titulo nacional de 1990, Paulo Sérgio foi revelado pelo clube em 1988, conquistando o Campeonato Brasileiro e a Supercopa do Brasil. O bom futebol jogado, enquanto jogador do Timão, o levou para a Alemanha.

O craque foi ao Bayer Leverkusen e Bayern de Munique, onde é ídolo e ainda joga pelo time de lendas do clube. Disputou e ganhou a Copa do Mundo de 1994, ganhou dois campeonatos alemães com o Bayern (1999-2000 e 2000-2001) e, também com os bávaros, a UEFA Champions League na temporada 2000-2001. O craque também passou, na Europa, pela Roma e, no Brasil, pelo Novorizontino e Bahia.

3. Willian

William, com a camisa do Arsenal, na semifinal da Europa League. | Quality Sport Images/Getty Images
William, com a camisa do Arsenal, na semifinal da Europa League. | Quality Sport Images/Getty Images

A nova geração de torcedores viu Willian despontar no Chelsea, jogando Copas do Mundo pela Seleção Brasileira, mas não o viu fazer seus únicos dois gols como profissional do Corinthians.

Campeão da Copinha de 2005, William subiu para o time profissional somente no ano seguinte. Entretanto, apenas em 2007, ano em que o Corinthians foi rebaixado, o jogador teve suas poucas oportunidades no time principal e acabou sendo vendido para o Shakhtar Donetsk. Dali foi para o Chelsea, onde viveu melhor fase, e hoje veste a camisa do Arsenal.

2. Everton Ribeiro

Everton Ribeiro comemorando gol contra o Grêmio no Brasileirão 2020 | Silvio Avila/Getty Images
Everton Ribeiro comemorando gol contra o Grêmio no Brasileirão 2020 | Silvio Avila/Getty Images

O maestro do atual super time do Mengão era lateral-esquerdo na base do Timão e assim subiu para os profissionais. Entretanto, nunca foi devidamente aproveitado. De 2007 a 2011, com apenas 18 jogos pelo Corinthians, sendo 10 como titular, o atual meio-campista foi emprestado ao São Caetano e depois foi transferido para o Coritiba.

No Coxa, ele já começou a jogar de camisa 10, o que o fez ser comprado pelo Cruzeiro e fazer dois campeonatos brasileiros excepcionais em 2013 e 2014, onde foi bicampeão nacional. Hoje já ganhou, pelo Flamengo, Campeonato Brasileiro, Libertadores, Recopa, Supercopa e Campeonato Carioca. Além disso, pelo bom futebol foi convocado por Tite para disputar a Copa América de 2021.

1. Deco

Deco na época em que jogava no Porto | Phil Cole/Getty Images
Deco na época em que jogava no Porto | Phil Cole/Getty Images

O brasileiro naturalizado português, teve passagem pela base do Coringão. Deco estreou no ano de 1996 e teve apenas duas partidas no elenco principal. Após a passagem pelo terrão, Deco foi para o CSA e depois começou a saga por Portugal. Pelo país luso, jogou por Benfica, Alverca, Salgueiros e, finalmente, no Porto. Pela equipe azul e branca, ganhou muitos títulos, porém o que marcou a carreira do meia foi a Champions League da temporada 2003-2004.

A partir deste troféu, o meia sai de Portugal e vai ao Barcelona (2004-2008) , onde também ganhou uma Champions, e em seguida parte para o Chelsea (2008-2010), onde finalizou sua passagem na Europa. Posteriormente rumou para o Fluminense, onde jogou de 2010 a 2013, conseguindo também troféus coletivos e individuais. Foi importante também na campanha do vice-campeonato de Portugal na Eurocopa de 2004, na Euro de 2008 e nas copas do mundo de 2006 e 2010.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos