5 jogadores que caíram no ostracismo após falharem em jogos decisivos

Lucas Humberto
·3 minuto de leitura

No universo esportivo, atletas podem perder carreiras inteiras por conta de um único erro. Alguns casos, claro, não são tão graves e os danos acabam sendo eventualmente controlados. Em contrapartida, há situações mais sérias onde jogadores caem no ostracismo após falharem em jogos decisivos.

Abaixo, relembramos alguns destes acontecimentos.

1. Loris Karius no Liverpool

O goleiro chorou copiosamente no final da partida. | VI-Images/Getty Images
O goleiro chorou copiosamente no final da partida. | VI-Images/Getty Images

O cenário não poderia ser pior para Loris Karius: final da Champions League, torneio que sempre movimenta milhões de torcedores. Na ocasião, Liverpool e Real Madrid se enfrentavam pela finalíssima de 2019. A expectativa era enorme para ver um jogo equilibrado, mas toda lembrança da partida retorna para o desempenho pífio do goleiro alemão.

Karius entregou uma gola nos pés de Karim Benzema e tomou um frango de Gareth Bale. Os dois erros infantis do jogador minaram qualquer resquício de confiança dos Reds, que perderam por 3 a 1. Atualmente, ele está no Union Berlim, da Bundesliga.

2. Felipe Santana no Galo

Felipe Santana não agradou a torcida, embora tenha tido algumas boas atuações. | Pedro Vilela/Getty Images
Felipe Santana não agradou a torcida, embora tenha tido algumas boas atuações. | Pedro Vilela/Getty Images

Felipe Santana chegou ao Atlético-MG em 2017 e não agradou a torcida. O zagueiro oscilou muito e acabou ficando marcado por falhas sucessivas, como no clássico contra o Cruzeiro, pela extinta Primeira Liga, além das derrotas cruciais para Athletico-PR e Chapecoense no Brasileirão.

Ele ainda teve uma nova chance em 2018, mas não obteve sucesso e deu uma pausa na carreira. Ele retornou aos Gramados em 2020 pela Chapecoense, mas nunca mais foi o mesmo.

3. Héverton na Portuguesa e a grande falha administrativa

Héverton é personagem central de uma das maiores polêmicas do futebol nacional. | LatinContent/Getty Images
Héverton é personagem central de uma das maiores polêmicas do futebol nacional. | LatinContent/Getty Images

O meio-campista protagonizou uma das histórias mais polêmicas do futebol recente. Em 2013, na última rodada do Campeonato Brasileiro, a Portuguesa tentava de tudo para escapar do rebaixamento. Héverton havia sido punido e não poderia ser relacionado no jogo derradeiro, mas acabou entrando na partida contra o Grêmio, que estava em 0 a 0.

Com a escalação irregular, o STJD puniu a Portuguesa em quatro pontos, que culminaram em sua queda para Série B. Ainda que Héverton não tenha sido diretamente responsável pela falha, ele foi marcado para sempre pelo acontecimento e acabou se aposentando três anos depois.

Vale lembrar que, em passagens anteriores, o meia já havia defendido as cores do Corinthians, Ponte Preta e Athletico-PR.

4. Felipe Melo na Seleção Brasileira

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Calma, torcedor, não estamos falando que Felipe Melo caiu no ostracismo no futebol. Aqui, especificamos sua situação na Seleção Brasileira, onde ele estava presente pela Copa do Mundo 2010. Na partida contra a Holanda, o volante se descontrolou, pisou propositalmente em Arjen Robben e foi expulso. Na ocasião, o ídolo do Palmeiras ainda fez um gol contra.

O Brasil foi eliminado nas semifinais e Felipe Melo nunca mais foi convocado ao time nacional.

5. Renan no Corinthians

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Renan chegou ao Corinthians com muita expectativa, após excelente desempenho no Avaí. À época, Júlio César vinha tendo falhas sucessivas na meta do Timão. O recém-chegado, no entanto, não aproveitou suas oportunidades e mostrou que o futebol às vezes pode ser ingrato.

Logo em sua estreia, o goleiro, visivelmente adiantado, levou um gol de Wallyson do meio-campo, dando placares finais ao revés do Timão sobre o Cruzeiro. Por conta do posicionamento, ele não conseguiu defender e acabou sendo massacrado pela Fiel e imprensa. Renan ainda cometeu outras grandes falhas e acabou aposentando em 2016.