5 jogadores de origem indígena no futebol brasileiro

Lucas Humberto
·3 minuto de leitura

No dia 19 de abril é celebrado o Dia do Índio. Os povos ameríndios estão presentes na América do Sul antes mesmo de qualquer registro histórico datado do "descobrimento". A história viva está presente no futebol através de descendentes ou mesmo de clubes inteiros formados por indígenas. Confira.

1. Garrincha

Garrincha era conhecido pela capacidade impecável de driblar. | STAFF/Getty Images
Garrincha era conhecido pela capacidade impecável de driblar. | STAFF/Getty Images

O 'anjo das pernas tortas', como era conhecido, encanta torcedores até hoje com sua habilidade inigualável, capacidade de drible jamais vista novamente e por ser ligeiro como flecha. Garrincha nasceu no Rio de Janeiro, mas era descendente da tribo Fulni-Ô, do Nordeste.

2. Rogério

Rogério em ação pelo Botafogo. | Matthew Stockman/Getty Images
Rogério em ação pelo Botafogo. | Matthew Stockman/Getty Images

O atacante tem passagens pelo Botafogo, Sport, São Paulo, Ceará, Bahia e atualmente reforça a Ferroviária. Conhecido como 'Neymar do Nordeste', os avós de Rogério são indígenas e ele revela ter tido bastante contato com a cultura na infância.

3. Índio (Corinthians)

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

José Sátiro do Nascimento pode até ser seu nome nos documentos pessoais, mas para torcedores sempre será 'Índio'. O lateral-direito que fez história pelo Corinthians, sendo bicampeão brasileiro e campeão mundial, é filho do do Cacique Zezinho, da aldeia Xucuru-Kariri, de Palmeira dos Índios, em Alagoas.

4. Paulinho

Paulinho dura a Copa do Mundo 2018. | William Volcov/Getty Images
Paulinho dura a Copa do Mundo 2018. | William Volcov/Getty Images

Presente na Copa do Mundo 2018, o volante, ex-Corinthians, nasceu em São Paulo, mas sua descendência vem de Pernambuco, mais especificamente da tribo Xucuru. Paulinho conta que era chamado de 'boliviano' nos primeiros anos da carreira.

5. Juan Ramírez

Índio Ramírez é colombiano. | Pool/Getty Images
Índio Ramírez é colombiano. | Pool/Getty Images

Juan Ramírez, conhecido como Índio Ramírez, chegou ao Bahia ano passado e explicou que seu apelido está relacionado com sua descendência indígena: "O apelido é por parte do meu avô. Por descendência familiar, meus tios, com índios. Eu gosto. Me recorda o avô, foi meu pai. Não tenho pai, foi ele que me criou. Eu gosto."

Bônus!

6. Edinson Cavani

Cavani é conhecido pela comemoração clássica. | Alex Pantling/Getty Images
Cavani é conhecido pela comemoração clássica. | Alex Pantling/Getty Images

Ex-PSG e atualmente no Manchester United, Edinson Cavani tem raízes indígenas e explicou como isso influencia no seu estilo durante entrevista ao ge: "É uma questão de aparência de algo que já temos, sempre observo a família da minha mãe. Tem um sangue muito indígena, e às vezes conversando com meus irmãos, que tem cabelos longos, é algo que selvagem, natural. Não é só por estética, é algo mais profundo".

Gavião Kyikatejê

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Gavião Kyikatejê é o primeiro time indígena profissional do Brasil. Treinado por Zeca Gavião, cacique da aldeia que nomeia o clube, a equipe era formada apenas por índios no começo, mas hoje recebe atletas que não tem essa descendência. Neste ano, o time retornou à primeira divisão do Campeonato Paraense, a qual não disputava desde 2015.