5 jogadores de origem africana que abriram mão de jogar por uma seleção da Europa

Fabio Utz
·1 minuto de leitura

O amor pelas suas raízes falou mais forte. O 90min apresenta, a seguir, cinco jogadores de futebol com origem africana que abriram mão da possibilidade de defender uma seleção europeia.

1. Pierre-Emerick Aubameyang

ARIS MESSINIS/Getty Images
ARIS MESSINIS/Getty Images

Ele nasceu na França, mas sua mãe é da Espanha, e seu pai, do Gabão. Ou seja, as possibilidades eram muitas, mas ele decidiu jogar pela seleção do país de seu pai.

2. Kevin-Prince Boateng

Donato Fasano/Getty Images
Donato Fasano/Getty Images

Nascido em Berlim, mesmo que seu irmão Jérome Boateng tenha optado por defender a seleção alemã, o atacante saiu do script e, com orgulho, vestiu a camisa de Gana.

3. Kalidou Koulibaly

MB Media/Getty Images
MB Media/Getty Images

Ele nasceu em Saint-Dié-des-Vosges, na França, mas desde jovem teve clara a intenção de representar Senegal, país de origem de sua família.

4. Achraf Hakimi

Soccrates Images/Getty Images
Soccrates Images/Getty Images

Mesmo que tenha nascido em Madri, na Espanha, optou por representar a seleção de Marrocos, nação de onde vieram seus pais.

5. Hakim Ziyech

Richard Heathcote/Getty Images
Richard Heathcote/Getty Images

É outro que decidiu defender o Marrocos por conta da origem de seus pais. O atleta nasceu nos Países Baixos.