5 filmes feitos inteiramente (ou quase) em tela verde

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
À esquerda, Zoë Saldaña como Neytiri em cena de
À esquerda, Zoë Saldaña como Neytiri em cena de "Avatar": à direita, sua interpretação com visual humano no set de filmagem (reprodução)

Com o tempo, o chroma key se tornou uma ferramenta fundamental para o cinema. Com o fundo verde (ou às vezes azul), diretores conseguem colocar uma imagem sobre uma outra com a ajuda da computação gráfica e transportar personagens para absolutamente qualquer cenário do mundo real ou imaginado.

Apostando tudo na técnica, alguns filmes chegaram a ser inteiramente filmados em tela verde. Relembre quais foram eles abaixo e veja o poder das câmeras 3D e do CGI (as imagens geradas por computadores) no mundo dos blockbusters.

Leia também:

Avatar (2009)

(Imagem: divulgação Fox)
Cena de "Avatar" (Imagem: divulgação Fox)

O filme de James Cameron pode ser chamado de revolucionário. Percebendo que não haveria tecnologia suficiente para construir o mundo alienígena de Pandora, o diretor precisou reinventar câmeras 3D para melhorar o sistema de captura de imagens e movimentos dos atores. Como resultado, o longa se tornou referência da tecnologia 3D no cinema.

300 (2006)

<p>Como esquecer do vilão Xerxes, vilão do épico no qual mediu forças com Gerard Butler? Santoro voltou ao papel em ‘300: A Ascenção do Império’. (Imagem: divulgação Warner) </p>
Como esquecer do vilão Xerxes, vilão do épico no qual mediu forças com Gerard Butler em "300"? Santoro voltou ao papel em ‘300: A Ascenção do Império’. (Imagem: divulgação Warner)

Três anos antes de "Avatar", o filme de Zack Snyder impressionou o mundo com efeitos visuais impressionantes para a época. O diretor conseguiu ser bastante fiel às imagens da HQ homônima de Frank Miller sobre a Batalha das Termópilas a um custo muito alto: US$ 70 milhões de orçamento.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Sin City: A Cidade do Pecado (2005)

Bruce Willis e Jessica Alba em cena de Sin City: A Cidade do Pecado (reprodução)
Bruce Willis e Jessica Alba em cena de Sin City: A Cidade do Pecado (reprodução)

Antes de Snyder, Robert Rodriguez já havia conseguido homenagear as obras do quadrinista Frank Miller em um longa-metragem com a ajuda do chroma key. Filmado inteiramente em ambiente digital, o filme conseguiu a proeza de usar a tecnologia como uma nova linguagem, que consegue tanto abranger os signos cinematográficos quanto a referência bidimensional dos quadrinhos.

As Aventuras de PI (2012)

Cena de
Suraj Sharma admira o horizonte em cena de "As aventuras de Pi" (reprodução)

Sem a ajuda da tecnologia, o filme não seria tão elogiado e provavelmente nem feito - afinal, nunca é fácil fazer atores interagirem em cena com tigres reais. O estúdio responsável pela tecnologia do chroma-key, o Rhythm & Hues, no entanto, faliu e deixou de pagar os funcionários envolvidos na obra, gerando uma série de protestos trabalhistas durante a campanha da obra de Ang Lee ao Oscar 2013.

Gravidade (2013)

Reprodução
Sandra Bullock como astronatura em cena de "Gravidade" (reprodução)

O longa que gerou o Oscar de Melhor Diretor a Alfonso Cuarón em 2014 foi filmado inteiramente em chroma key. Em vídeo dos bastidores, a empresa Framestore explicou como inseriu Sandra Bullock e George Clooney em imagens impressionantes do espaço.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.