4 - Corinthians não entra em acordo com Caixa e jogará clássico sem patrocínio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A parceria de quatro anos entre Corinthians e Caixa Econômica Federal está perto de ser encerrada. Com o acordo de renovação para este ano emperrado, o clube alvinegro não irá utilizar a marca do banco estatal no clássico diante do São Paulo, pela semifinal do Campeonato Paulista, neste domingo (16).

Nesta sexta-feira (14), as camisas de treino dos jogadores já foram cobertas com a propaganda do programa de sócio torcedor e as placas de publicidade que cercam o campo foram retiradas.

Com acordo de patrocínio master no valor de R$ 30 milhões no ano passado, a estatal não está disposta a pagar o mesmo valor para esta temporada, o que irritou a diretoria corintiana.

Como as negociações não avançaram nos últimos dias, o Corinthians retirou a exposição de sua camisa e busca novos parceiros.

O clube não dá como encerrada as tratativas. Nos quatro anos de parceria, o time alvinegro recebeu cerca de R$ 120 milhões da Caixa.

INVESTIMENTO

Em 2016, a Caixa Econômica Federal investiu R$ 132,5 milhões para expor sua marca em camisas de clubes no país. Além de 13 equipes que estavam na elite do Brasileiro em 2016, patrocinou sete times da que disputaram a Série B do torneio.

Como realizou cinco contratos mais curtos - de 3 a 4 meses - no segundo semestre do ano passado com Bahia, Fluminense, Botafogo, Avaí e Santos, o montante do investimento deve aumentar neste ano se todos os acordos que encerraram em 2016 forem renovados. Esses clubes negociam agora um contrato anual. O valor será o mesmo do ano passado, mas proporcional ao período de exposição da marca na camisa.