4 - ATUALIZADA - Cristiano Ronaldo faz dois, chega aos 100 e Real vence

2 - ATUALIZADA - Polícia alemã prende suspeito de atentado contra ônibus de time

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Questionado pela falta de gols, Cristiano Ronaldo entrou em campo pressionado para enfrentar o Bayern de Munique, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. Com sua equipe em desvantagem, ele deu a resposta.

O português fez os dois gols da vitória de virada do Real Madrid por 2 a 1 nesta quarta-feira (12). Com isso, chegou aos 100 anotados na história da competição.

Atual dono do título de melhor jogador do mundo, o português ficou 659 minutos sem fazer gols no principal torneio europeu.

O Bayern teve problemas antes mesmo do início da partida. Minutos antes do apito inicial, o artilheiro Robert Lewandowski foi vetado por causa de contusão no ombro. Teve de ser substituído por Thomas Muller.

Apesar do desfalque, a equipe alemã começou melhor e abriu o placar aos 25 minutos em cabeçada do chileno Arturo Vidal.

Ele logo se tornou vilão. Com o Real Madrid encolhido em campo, teve nos pés a chance de ampliar o placar após o árbitro marcar pênalti quando a bola desviou no braço de Dani Carvajal. Vidal chutou a bola para a arquibancada. Não passou nem perto do travessão.

A partir daquele momento, tudo deu errado para o Bayern de Munique.

O Real Madrid empatou aos dois minutos do 2º tempo, quando Cristiano Ronaldo acertou voleio após cruzamento de Carvajal.

Precisando sair da defesa, os alemães tentavam acionar mais Arjen Robben que, bem marcado, pouco aparecia.

Tudo ficou pior para o Bayern quando Javi Martínez cometeu falta em Cristiano Ronaldo e foi expulso.

O Real virou com desvio de Cristiano Ronaldo com a ponta da chuteira, aos 32 minutos, e poderia ter feito outros gols. Não conseguiu graças às defesas do goleiro Manuel Neuer. No final, Sergio Ramos fez o terceiro, mas o lance foi anulado por impedimento.

Na partida de volta, marcada para a próxima terça (18), em Madri, o Real poderá até perder por 1 a 0 que estará classificado para as semifinais. O Bayern de Munique terá de vencer por dois gols de diferença. Se obtiver a vantagem mínima, terá de ser a partir de 3 a 2.

NOITE ESPANHOLA

Em Madri, uma decisão polêmica do árbitro sueco Jonas Eriksson decidiu o confronto entre Atlético e Leicester, no Vicente Calderón, em outro jogo das quartas de final.

Ele marcou pênalti em lance que o atacante francês Antoine Griezmann sofreu falta fora da área. O mesmo jogador fez a cobrança e decretou a vitória do Atlético por 1 a 0.

Preocupado com a partida de volta, quando o Leicester terá de vencer por dois gols de diferença, o técnico Craig Shakespeare poupou o atacante Jamie Vardy, substituído. Se ele recebesse cartão amarelo, ficaria suspenso.