4 - 'Não fiz nada demais', diz Rodrigo Caio após 'anular' cartão para Jô

4 - 'Não fiz nada demais', diz Rodrigo Caio após 'anular' cartão para Jô

ALEX SABINO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Rodrigo Caio se irritou com as perguntas sobre o cartão amarelo cancelado de Jô, na derrota do São Paulo por 2 a 0 para o Corinthians pelas semifinais do Paulista, neste domingo (16), no Morumbi.

Em lance do primeiro tempo, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira advertiu o atacante por uma falta em Renan Ribeiro que não aconteceu.

O zagueiro são-paulino estava na jogada e disse ao juiz que o rival não havia pisado no goleiro. O cartão foi anulado. Seria o terceiro de Jô que ficaria fora da segunda partida da semifinal. O nome de Rodrigo Caio virou um dos principais trending topics mundiais do Twitter após a jogada.

"Eu não fiz nada demais. Apenas disse ao árbitro que o Jô não tinha pisado no Renan", afirmou o defensor, com cara amarrada pela insistência no assunto.

Diante da pergunta se acreditava que um corintiano tomaria a mesma atitude, se a situação fosse contrária, ele disse apenas uma frase e foi embora: "Cada um tem a própria consciência."

Rogério Ceni não deu muita atenção ao fato e preferiu elogiar seu comandado. "Ele foi um gentleman. Teve uma atitude que terá de ser elogiada por vocês [jornalistas]", afirmou o técnico.

A atitude de dizer a verdade no calor do clássico foi elogiada pela equipe do Corinthians, beneficiada pela sinceridade do são-paulino.

"O Tite sempre nos disse que evitar a malandragem. Na próxima partida, faço questão de dar um abraço nele [Rodrigo Caio]", declarou o técnico Fábio Carille.

"É uma coisa tão rara hoje em dia... Ele merece ser premiado pela sinceridade. É o tipo de coisa que a gente quer ver no futebol", completou o meia Rodriguinho.

Ninguém ficou mais feliz do que Jô, liberado para entrar em campo no Itaquerão no próximo domingo (23), por causa do fair play de Rodrigo Caio. "Foi um gesto muito bonito dele. O futebol precisa disso", disse o corintiano.