Com 3 novos convocados, Argentina se prepara para encarar a Bolívia em La Paz

Buenos Aires, 25 mar (EFE).- A seleção argentina de sequência neste sábado à preparação para a partida da próxima terça-feira em La Paz contra a Bolívia, pela 14ª rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, com a chegada de três jogadores convocados de última hora.

O técnico Edgardo Bauza chamou o zagueiro Matías Caruzzo, o volante Ivan Marcone e o atacante Lucas Alario devido a uma série de desfalques por lesão e suspensão. Os três treinaram na tarde deste sábado pela primeira vez junto com o grupo

O zagueiro Nicolás Otamendi, os volantes Javier Mascherano e Lucas Biglia e o atacante Gonzalo Higuaín foram liberados da concentração por estarem suspenso pelo segundo cartão amarelo. O mesmo aconteceu com o lateral-direito Gabriel Mercado, que sofreu uma lesão muscular na panturrilha esquerda.

Bauza ainda espera a evolução do quadro do lateral-esquerdo Emmanuel Mas, que apresenta um traumatismo no joelho direito, e do atacante Paulo Dybala, que se recupera de uma contratura muscular na coxa esquerda.

O zagueiro e lateral Marcos Rojo, o meia Ángel Di María e os atacantes Lionel Messi e Sergio Agüero fizeram um trabalho diferenciado e mais leve em relação ao do restante do elenco, o que, no entanto, não impediu que o ex-treinador do São Paulo esboçasse o time titular.

Na defesa, Facundo Roncaglia entrou em lugar de Mercado, enquanto Ramiro Funes Mori, que volta de suspensão, ocupou a vaga de Otamendi. O meio teve Julio Buffarini, Enzo Pérez, Guido Pizarro e Ever Banega, sendo que um sairá para a entrada de Di María. O ataque foi formado por Ezequiel Lavezzi e Lucas Pratto, mas no jogo a dupla provavelmente será Messi e Agüero.

Terceira colocada das Eliminatórias, com 22 pontos, a 'Albiceleste' voltará a treinar em dois turnos neste domingo no centro de treinamentos da Associação do Futebol Argentino (AFA) em Ezeiza. Na segunda-feira, haverá atividade apenas pela manhã, já que à tarde a delegação viajará para Santa Cruz de la Sierra.

O elenco e a comissão técnica passarão a noite na cidade e "subirá a montanha" até La Paz apenas três horas antes de a bola rolar no estádio Hernando Siles. EFE