3 jogadores sul-americanos que foram artilheiros da Premier League

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Algumas discussões são eternas. São Paulo ou Rio de Janeiro? Nova York ou Califórnia? Capitu traiu ou não? No futebol, um dos maiores exemplos deste conceito é a incessante briga sobre a superioridade de um torneio nacional com relação aos outros. Alguns preferem LaLiga, enquanto há torcedores que defendem o sempre competitivo Campeonato Brasileiro.

Entretanto, algo que ninguém pode discordar é que a Premier League sempre figura entre os melhores campeonatos do mundo. Jogadores históricos, confrontos imperdíveis, dérbis memoráveis... muitos são os motivos que deram esse status ao Inglês. Hoje, relembramos três atletas sul-americanos que foram artilheiros no torneio.

1. Carlos Tévez - 2010/11

Tévez também foi ídolo no Corinthians. | Shaun Botterill/Getty Images
Tévez também foi ídolo no Corinthians. | Shaun Botterill/Getty Images

Na temporada 2010/11, a artilharia da Premier League foi dividida entre Carlos Tévez e Dimitar Berbatov, ambos com 20 gols. À época, o argentino defendida as cores do Manchester City, que encerrou sua campanha no 3º lugar da tabela, com 71. Os Red Devils venceram o torneio com nove pontos a mais.

2. Luis Suárez - 2013/14

Suárez fez parte dos seus 500 gols pelo Liverpool. | PAUL ELLIS/Getty Images
Suárez fez parte dos seus 500 gols pelo Liverpool. | PAUL ELLIS/Getty Images

Luisito não utilizou apenas dos gramados de LaLiga para eternizar seus voleios e marcar golaços. Em 2013, o uruguaio liderou o Liverpool com 31 gols e finalizou a campanha na vice-liderança, com 84 pontos, somente dois a menos que o campeão Manchester City.

3. Sergio Agüero - 2014/15

Aguero não seguirá no Manchester City. | James Gill - Danehouse/Getty Images
Aguero não seguirá no Manchester City. | James Gill - Danehouse/Getty Images

Tendo sua saída anunciada pelo Manchester City após 10 anos de clube, os feitos históricos de Agüero foram relembrados por torcedores ao redor do mundo. Na campanha de 2014/15, o argentino marcou 26 vezes, mas não conseguiu levar a taça. Os Citizens encerraram sua campanha na vice-liderança, com 79 pontos, contra 87 do Chelsea.