3 gratas surpresas no elenco do Santos nesta temporada 2020

Nathalia Almeida
·3 minuto de leitura

Quando 2020 começou, ninguém poderia imaginar que o ano esportivo seria tão atípico e turbulento, afinal, ainda não havia uma pandemia de caráter global mudando a rotina e a lógica da nossa sociedade como um todo. Falar de janeiro/fevereiro parece uma realidade distante, não é mesmo? Muita coisa mudou desde então, e isso se aplica também ao universo esportivo.

Quando o assunto é o gigante Santos FC, as expectativas e convicções antes de 2020 começar eram bem diferentes do cenário que temos hoje. Projeções mudaram, assim como as visões sobre determinados jogadores do elenco alvinegro.

Inauguramos hoje uma série de artigos sobre 'gratas surpresas' em cada plantel profissional da Série A: jogadores que iniciaram a temporada sob olhares desconfiados ou mesmo 'esquecidos', mas que se tornaram, com o passar dos meses, peças fundamentais para seus respectivos clubes.

Este não foi um enredo incomum para o plantel santista, por isso, tivemos que selecionar os 3 casos mais marcantes. Confira:

1. João Paulo

2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Corinthians v Santos Play Behind Closed Doors Amidst the Coronavirus | Alexandre Schneider/Getty Images

A despedida de Vanderlei ao Grêmio e o controverso caso envolvendo Everson - que rumou ao Atlético-MG com a temporada em andamento -, criou uma situação delicada na Vila Belmiro sobre quem seria o titular no gol alvinegro. Seguindo a hierarquia padrão, o veterano Vladimir foi testado, mas não foi bem e acabou dando lugar ao até então 'desconhecido' João Paulo. E ele correspondeu.

Muitas foram as atuações espetaculares do camisa 34 nos últimos meses, mas a mais especial e emblemática delas veio na vitória por 3 a 2 contra o Olímpia (PAR), na fase de grupos da Libertadores.

O mais curioso nessa história é que poderíamos inserir aqui um outro goleiro como 'grata surpresa' alvinegra em 2020: John, que iniciou a temporada como quarto goleiro e se transformou no titular após João Paulo testar positivo para covid-19 e precisar ser afastado.

Com um ou outro, o sentimento do torcedor santista é o mesmo: um problema grande foi resolvido pelo clube sem que precisasse olhar para fora. A resposta estava dentro de casa.

2. Luan Peres

Santos v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Alexandre Schneider/Getty Images
Santos v Defensa y Justicia - Copa CONMEBOL Libertadores 2020 | Alexandre Schneider/Getty Images

Contratado via empréstimo em meados de 2019, Luan Peres teve alguns problemas em seus primeiros meses de Vila Belmiro, sendo utilizado de forma esporádica por Jorge Sampaoli, apenas nas partidas que o técnico argentino queria o Peixe atuando com uma linha de três zagueiros.

Com a ida de Gustavo Henrique ao Flamengo, o camisa 14 foi alçado ao posto de titular absoluto no miolo de zaga alvinegro e é uma das gratas surpresas da temporada. Além de se consolidar como um parceiro à altura para Lucas Veríssimo no aspecto técnico/tático, Luan Peres tem sido extremamente confiável no quesito presença em campo: é, ao lado de Diego Pituca, um dos jogadores do Peixe que mais esteve em campo na temporada.

O Santos perderá muito se não conseguir sua manutenção para a sequência do ano esportivo.

3. Pará

Santos v Botafogo - Brasileirao Series A 2019 | Miguel Schincariol/Getty Images
Santos v Botafogo - Brasileirao Series A 2019 | Miguel Schincariol/Getty Images

Apesar de seu histórico de identificação e conquistas com o Santos, havia muita dúvida (torcida e imprensa esportiva) sobre o quanto Pará ainda podia entregar em desempenho/rendimento ao Santos aos 34 anos de idade, em uma posição em que a demanda física é muito alta.

Contudo, chegamos ao mês de dezembro com o lateral-direito sendo elogiado partida após partida, tanto por sua entrega tática, quanto por sua liderança dentro e fora das quatro linhas. São 40 jogos disputados em 2020, pouquíssimas ausências mesmo com o calendário apertado e inúmeras lesões atingindo todos os elencos do futebol brasileiro, sem exceção.

Pará parece ter sido feito para ser jogador do Peixe, e é um daqueles atletas que compreende perfeitamente o tamanho do clube que defende. Isso conta muito.