3 - Em retaliação, Tite fecha treino tático da seleção pela primeira vez no Brasil

SÉRGIO RANGEL

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Tite fechou o treino tático deste domingo (26) no Itaquerão para os jornalistas.

Os profissionais só puderam registrar imagens por 25 minutos o aquecimento dos atletas. Depois disso, a CBF retirou os jornalistas do estádio. Um grupo de cerca de 50 convidados permaneceram na arena. Os ex-jogadores Washington e Elano estavam na platéia.

Segundo a entidade, a opção por fechar o treino tático foi da comissão técnica. A Folha apurou que o treinador ficou descontente com a exposição de parte das jogadas ensaiadas no treino tático de terça (21) pelo blog do jornalista Gustavo Hoffman, hospedado no site da ESPN.

Ele não gostou da publicação de uma arte de uma bola parada treinada pela seleção para a partida contra o Uruguai, realizada na quinta (23). O treinador ensaiara uma triangulação de Daniel Alves, Neymar e Renato Augusto.

Nos três jogos anteriores no país, Tite liberava o acesso dos jornalistas ao treino inteiro. Ele apenas pedia para os fotógrafos e cinegrafistas não registrem parte da atividade, quando ensaiava o posicionamento dos atletas em jogadas de bolas paradas.

"É difícil esconder alguma coisa. Nosso estilo de jogo não tem nada a esconder. Mas para ter mais privacidade, concentração. Pode se esse o motivo dessa decisão", afirmou o zagueiro Marquinhos.

Nesta segunda (27), véspera do jogo contra o Paraguai, Tite vai liberar o treino por apenas 15 minutos aos jornalistas.

Nas sete partidas disputadas até agora, Tite fechou o treino por na preparação para os dois primeiros jogos no exterior -contra o Equador, em setembro, e Venezuela, em outubro.

Desde que Tite assumiu o cargo, a seleção início um sequência impressionante de vitórias. O time ganhou oito partidas seguidas, sendo sete nas eliminatórias da Copa do Mundo.

Com 30 pontos, a equipe lidera o torneio classificatório para o Mundial da Rússia.