3 clubes que passaram vergonha à procura de um novo treinador

·1 minuto de leitura

Trocas de técnico são inevitáveis no futebol. Algumas acontecem após pouco tempo de contrato, enquanto outras só acontecem após longos anos de parceria entre clube e treinador. A realidade é que a busca por um novo técnico nem sempre é um processo muito simples. Alguns clubes passam meses buscando um novo comandante e recebem diversos "nãos" de alguns pretendentes. Confira 3 clubes que passaram vergonha à procura de um novo treinador:

1. Fluminense

Abel assumiu o Flu em 2011 | Buda Mendes/Getty Images
Abel assumiu o Flu em 2011 | Buda Mendes/Getty Images

Em 2010 o Fluminense foi campeão brasileiro sob o comando do treinador Muricy Ramalho. Em março de 2011, porém, ele deixou a equipe. Começava ali uma saga que culminou na contratação de Abel Braga. Entre Muricy e Abel foram três técnicos interinos em três meses sem um nome efetivo.

2. Tottenham

Nuno comandará o Tottenham | ADRIAN DENNIS/Getty Images
Nuno comandará o Tottenham | ADRIAN DENNIS/Getty Images

O Tottenham estava em busca de um novo treinador desde a saída do português José Mourinho. A equipe foi atrás de alguns nomes e passou um longo período analisando e tentando efetivar a contratação. Após meses de busca, conseguiu enfim fechar com um novo treinador, o também português Nuno Espírito Santo.

3. Cruzeiro

Felipão deixou o Cruzeiro tempos depois | Alexandre Schneider/Getty Images
Felipão deixou o Cruzeiro tempos depois | Alexandre Schneider/Getty Images

Em 2020 o Cruzeiro precisava de um técnico para substituir Ney Franco, que havia deixado a equipe. O clube mineiro foi em busca de Felipão, mas o treinador recusou. O curioso é que algum tempo depois, após não conseguir outro treinador, o Cruzeiro voltou a procurar Felipão e, dessa vez, conseguiu fechar com o treinador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos