3 - Após jogo, filho de Caio Júnior critica Chapecoense

NAPOLEÃO DE ALMEIDA

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Matheus Saroli, filho do falecido técnico da Chapecoense Caio Júnior, fez um desabafo em uma rede social e apontou descaso com as famílias das vítimas do acidente aéreo de novembro de 2016. O clube catarinense esteve em destaque no mundo do futebol nesta terça-feira (4) por ter enfrentado o Atlético Nacional (Colômbia), pela final da Recopa Sul-Americana.

Em texto no Facebook, Matheus classificou o evento que cercou todo jogo vencido por 2 a 1 pela Chapecoense como "triste, absurdo, ridículo, ganancioso". O filho de Caio Júnior ainda complementou: "Hoje o clube é dirigido por pessoas que não tem ligação com as vítimas. A ligação deles é com marketing, com a expansão, com o retorno, com a captação. Impressionante o quanto eles estão preocupados com a reconstrução do clube, que continua vivo, mas não em uma construção de uma imagem de todos os guerreiros que doaram a vida pelo clube."

O rapaz disse que o clube deveria resolver várias questões burocráticas que envolvem as famílias das vítimas, mas, segundo ele, "contratar um diretor artístico para uma festa absurda e um elenco inteiro novo é prioridade da reconstrução."