25 anos após mordida, Mike Tyson e Holyfield lançam alimentos com cannabis em forma de orelha

Mike Tyson e Evander Holyfield celebram lançamento da linha "Holy Ears" (Reprodução/Twitter)


Em junho de 1997, o boxeador Mike Tyson mordia a orelha de seu oponente, Evander Holyfield. 25 anos depois do episodio polêmico, os dois adversários se juntaram para lançar uma linha de produtos bastante inusitada: alimentos feitos com cannabis em forma de orelha.

+ Fora da Libertadores, São Paulo é alvo de memes dos torcedores rivais

Mike Tyson se tornou um empresário de cannabis em 2018, quando abriu a empresa "Tyson Holistic". No início do ano, o ex-boxeador já havia lançado ao mercado chicletes com cannabis em formato de orelha, os "ear-ies". Agora, ele lançará a nova linha intitulada "Holy Ears", Orelhas Sagradas em português.

Em entrevista ao jornal "Huff Post", Holyfield contou que, em um primeiro momento, não gostou da ideia de comercializar um produto que relembrava o episódio de 1997. Depois, porém, ele acabou aceitando a proposta de Mike.

- Eu não achei a ideia engraçada no começo, mas percebi que Mike não se metia em problemas há um tempo - disse.

+ Copa do Mundo: Mike Tyson estrela campanha em que torce para a Seleção Brasileira

O ex-boxeador também revelou que não havia experimentado cannabis até provar o novo produto.

- Eu queria ter certeza de que chegaria em casa e não faria nada a ninguém. Eu comi ("Holy Ears") e me deitei. Acordei na manhã seguinte e pensei 'uau' - relatou.

Apesar de já anunciada pelos dois ex-lutadores, a nova linha só deve começar a ser comercializada em 2023, de acordo com o "Huff Post".