Com 20 dos 23 convocados, Seleção treina pela 1ª vez após a Copa

Gazeta Press

O fracasso na Copa do Mundo da Rússia ficou para trás e a Seleção Brasileira iniciou na tarde/noite dessa segunda-feira um novo ciclo, agora de olho no Mundial do Catar, em 2022, mas que terá desafios importantes no meio do caminho, como por exemplo a Copa América do ano que vem, a ser disputada no Brasil.

Na Arena Red Bull, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, Tite só não contou com três de seus 23 jogadores convocados para os amistosos frente a Estados Unidos e El Salvador, agendados para esta sexta-feira e para a terceira-feira da semana que vem, respectivamente.

Os zagueiros Felipe e Dedé e o lateral Éder Militão não chegaram a tempo por causa dos compromissos pelas suas equipes, mas são aguardados para essa terça-feira, quando o elenco voltará a trabalhar no campo. Felipe, aliás, talvez se apresenta ainda nessa segunda.

A maior parte do grupo realizou check-in no hotel pela manhã. Philippe Coutinho e Arthur chagaram à tarde, em cima da hora, porém, em tempo de participar da atividade programada pela comissão técnica.

Como muitos dos atletas atuaram no fim de semana, especialmente no domingo, o grupo foi dividido entre os mais desgastados e os que estavam mais descansados. Depois de algumas palavras do coordenador Edu Gaspar no centro do gramado, 11 jogadores partiram para uma corrida leve ao lado do preparador físico Ricardo Rosa, enquanto o restante foi exigido em um treino técnico com bola, em espaço reduzido.

E foi só. Nada de coletivo ou esboço da escalação. A Seleção Brasileira ainda fará mais três treinos antes da partida contra os Estados Unidos, marcada para às 21h05 (horário de Brasília), no estádio Estádio Metlife.


Leia também