2 - Jornais argentinos criticam arbitragem de Grêmio contra Lanus; Olé cita pênalti

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após a vitória por 1 a 0 sobre o Lanús, nessa quarta-feira (22), pelo jogo de ida das finais da Libertadores, jogadores e dirigentes do Grêmio deixaram o gramado da Arena reclamando de pênalti não marcado em Jael no fim do jogo. Em suas análises, jornais da Argentina concordaram com a crítica.

De acordo com o "Olé", jornal famoso pelas brincadeiras que costuma fazer com brasileiros, o pênalti não marcado foi a cereja do bolo da arbitragem ruim de Julio Bascuñán, que teria começado com advertências insuficientes a entradas duras.

"A péssima arbitragem de Bascuñán desnaturou o encerramento de um jogo que não teve grandes choques, mas que foram mal advertidos, deixou tudo sair de suas mãos e até mesmo não viu um pênalti para o Grêmio no fim", diz trecho do relato do jogo publicado no jornal.

O jornal "La Nación", por sua vez, critica o arbitro sem mencionar o lance do pênalti.

"O gol quebrou o jogo no mau sentido. As brigas típicas de Copa retornaram, e o árbitro Bascuñán não ajudou a recuperá-lo. Naquela falta de controle, o Lanús recebeu outro golpe: o amarelo de Braghieri, que o tira da volta na Fortaleza", opina o periódico.