2 - Crise com Dorival faz Vecchio treinar separado do elenco

SAMIR CARVALHO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A provação do meia Emiliano Vecchio a Dorival Júnior após a derrota do Santos no clássico contra o Corinthians nas redes sociais, foi apenas o estopim de um conflito que começou no final do ano passado. Vecchio já foi afastado duas vezes pelo técnico e, hoje, treina separado do elenco.

Vecchio é muito querido pelos jogadores e, na visão de muitos deles, Dorival "pesou a mão" ao punir o atleta. Tudo começou no final de 2016, quando Vecchio foi substituído no intervalo de uma partida e questionou a decisão de Dorival.

O treinador disse que não devia satisfações ao jogador, e a intervenção do seu filho e auxiliar, Lucas Silvestre, piorou a situação. Vecchio não gostou da maneira que foi abordado pelo filho de Dorival e "estourou" ao xingá-lo. A postura rendeu ao argentino o primeiro afastamento do elenco.

No entanto, a crise entre Vecchio e Dorival esquentou mesmo no início deste ano. O jogador se reuniu com o técnico e pediu para ser liberado, já que havia recebido três propostas – duas do futebol argentino e uma do futebol árabe. Na conversa, Dorival disse que não o liberaria pois contava com ele para a temporada 2017. Segundo pessoas ligadas ao jogador, o treinador, inclusive, disse a Vecchio que ele era o substituto imediato de Lucas Lima.

Após a reunião, Vecchio se animou em continuar na Vila Belmiro e tudo estava resolvido. Até o treinador divulgar a lista de inscritos para o Campeonato Paulista. Dorival preteriu o argentino e, no final, optou por inscrever até o jovem Matheus Oliveira em seu lugar.

O argentino se sentiu traído por Dorival e resolveu tomar satisfações mais uma vez. Após nova discussão entre eles, Vecchio foi afastado pela segunda vez. Hoje o meia treina separado dos demais atletas. Parte do grupo é solidário ao jogador. Eles acreditam Dorival foi injusto com o companheiro e exagerou ao afastar o meia das atividades do elenco.

Vecchio não esconde a sua revolta. Após o clássico contra o Corinthians, durante a entrevista do técnico Dorival Júnior, o argentino fez uma postagem no Twitter com os dizeres: "Desculpas, desculpas e mais desculpas". Arrependido, o argentino apagou a publicação.

Para piorar a crise entre Vecchio e Dorival, um áudio questionando a escalação do treinador e, inclusive, chamando o técnico de narigudo, circulou nas redes sociais no mesmo dia. O áudio foi divulgado como se fosse de Vecchio, mas na verdade era de um empresário do futebol, também argentino e conhecido do meia. Integrantes da diretoria santista ainda investigam se o áudio é realmente deste suposto argentino.

Parte da cúpula santista, internamente, critica Dorival por sua postura com Vecchio, Noguera e Maxi Rolón, este último já deixou o clube. Eles acreditam que o treinador fez uma espécie de "birra" ao não utilizar os atletas, pois não foi consultado na maioria destas contratações. Além disso, os dirigentes concordam com parte do elenco e entendem que Dorival não soube administrar a situação de Vecchio.

A reportagem pediu à assessoria de imprensa do Santos uma posição do técnico Dorival Júnior e aguarda uma resposta. Já o meia Vecchio, segundo assessoria, prefere não se pronunciar.