2 - Após eliminação no Estadual, Dorival admite 'pressão' no Santos

2 - Após eliminação no Estadual, Dorival admite 'pressão' no Santos

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O técnico Dorival Júnior admite que a "pressão é grande" no Santos quando é questionado sobre o tema. E a cobrança aumentou após a eliminação precoce no Campeonato Paulista, diante da Ponte Preta, nas quartas de final. Agora, Dorival está focado em três competições: Copa do Brasil, Copa Libertadores da América e Campeonato Brasileiro.

"Será grande sempre [pressão], quer seja por conquistas ou não conquistas. É natural e vai acontecer sempre. Temos que estar preparados, todo campeonato tem muita importância. Não tivemos competência de vivenciar a final do Paulista, adversários tiveram merecimento. Nossa atenção se volta pra Copa do Brasil. Na semana que vem, Libertadores e Brasileiro. E assim vamos caminhar, como todas as equipes que foram eliminadas em seus estados. A pressão é alta sempre, nunca abaixa. Mesmo ganhando, você se sente pressionado pelo próximo resultado", afirmou Dorival.

Nesta quarta-feira (26), o Santos encara o Paysandu, às 19h30, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar do adversário disputar a Série B do Campeonato Brasileiro, Dorival Júnior lembra que o time de Belém carrega uma invencibilidade de 15 jogos.

"O Paysandu vem de 15 partidas invictas, talvez seja a maior invencibilidade do país. São duas finais. Equipe interessante, muito bem treinada, então não vejo condição tão clara, não. Para chegar nesse momento, é porque tem qualificação. Teremos que ter nossos cuidados, jogar com intensidade e conhecendo as virtudes do nosso adversário para que não sejamos surpreendidos. Estamos tendo passar todas as informações possíveis e necessárias aos jogadores."

Dorival Júnior já confirmou o time que enfrentará o Paysandu. A principal novidade será a entrada de Matheus Ribeiro na lateral-esquerda. Ele assume a posição de Jean Mota, que vinha atuando como substituto de Zeca, lesionado. Como Mota está suspenso para o jogo contra o Santa Fe, no próximo dia 4, pela Libertadores, Dorival já quer entrosar a equipe com a entrada de Matheus.

"Matheus quem joga. Ele assume e espero que seja muito feliz. Ele vem sendo trabalhado há 10 dias, estar treinando ao lado oposto. Já jogou assim em outras equipes, mas não com sequência. Espero que se sinta confortável e se dê bem. É um jogador interessante, que vem numa crescendo, melhorando em treinamentos e com real possibilidade de ganhar a vaga", confirmou.

O Santos enfrentará o Paysandu com a seguinte escalação: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.